"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

19/12/2013

UMA ACHEGA PARA UM NATAL E FESTAS FELIZES






Agora que o TC chumbou a “pretensa” convergência das pensões seria de se iniciar a redução urgente das contas públicas em geral.

Assim, o PR, seus assessores, o PM, seus assessores, os Ministros e seus assessores, a AR e seus deputados, as diversas Fundações, os diversos Observatórios deveriam, numa primeira fase reduzir, em pelo menos, 60% os seus Orçamentos. Numa segunda fase dever-se-ia acabar com as mordomias dos carros e outras do mesmo quilate que actualmente existem. Nos países ricos assim procedem e talvez por isso não passam por estas crises!

Por outro lado dever-se-ia, desde já, acabar-se com pensões de reforma antes dos 65 anos e criar-se um tecto sensato para as mesmas. Não como até agora que cada um as define quase como quer não descontando para as mesmas nem as entidades suas empregadoras e permitindo-se que as gozem muito antes mesmo dos 66 anos. Na Suíça já assim procedem e eles são ricos!

Há no País GENTE com capacidade e competência para o fazer sem necessidade de grandes estudos por gabinetes de advogados ligados a esta miserável teia! Desta forma não haveria necessidade de aumento de impostos e se mesmo assim a houvesse o “comum dos mortais” iria entende-la.

De outra forma sentimos que” nos estão a ir ao bolso” de uma forma escandalosa… O EXEMPLO deve começar por cima e não pelo ZÉ POVO!

De uma” VEZ POR TODAS” façam algo com sentido PATRIÓTICO!  

Agradeço que façam circular se acharem estas medidas boas de serem seguidas!!!

6 comentários:

Mariazita Azevedo disse...

Na impossibilidade de dirigir a cada amiga/o uma mensagem de Natal personalizada, escrevi umas palavras muito simples mas bem significativas do meu sentir:

“Neste Natal gostaria de trazer-te:
O verde da árvore – a cor da Esperança;
E, das bolas coloridas:
- O vermelho – a cor do meu Amor fraterno;
- O azul – a cor da suavidade dos Anjos;
- O dourado – a cor da prosperidade que te desejo;
- O roxo – a tristeza que sinto quando não te vejo;
- O branco – A Paz que quero para a tua vida.
No tanger dos sinos ouve a minha voz pedindo protecção para ti e toda a tua família.
Seja onde for que te encontres deixa-me ser um pouco do teu Natal.
Mas… acima de tudo, desejo que, na tua noite de Natal, o “Menino” não tenha que perguntar:
- Então e eu? - (V. minha postagem de 27/12/2009 – NATAL DE QUEM?)

Mil beijos natalícios
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Boas sugestões que seriam úteis se os nossos políticos fossem PATRIOTAS.

Começa a ser urgente uma verdadeira REFORMA DO ESTADO, preparada por populares independentes,, concretizada e controlada, em que a Justiça seja rápida e eficaz confrontando todos os prevaricadores sejam de que sector forem. Por outro lado a avaliação dos professores deve ser o início de uma AVALIAÇÃO rigorosa de cada indivíduo que receber salário do dinheiro público. E, ao ser preparada a lista candidata a eleições, deve ser previamente avaliada a capacidade dos nomes a nela incluir, quanto a preparação escolar, experiência de vida e profissional, dedicação a Portugal, honestidade, activo repúdio a corrupção, a tráfico de influências, a negociatas e à ambição de enriquecimento ilícito. Urge averiguar quem decidiu os benefícios fiscais de que fala o Tribunal de Contas a que grupos económicos e quem são os beneficiados por estes grupos em tachos posteriores a funções de Estado ou durante as mesmas. Há muita gente que deseja ser eleita para «enriquecer muito, depressa e por qualquer forma». Com tal gente o Estado (nós) sai sempre lesado e a origem de crises não anda longe destes casos. Faça-se Justiça.

Abraço e votos de Boas Festas para ti, os teus familiares e Amigos
João

Lourdes disse...

Amigo Luís
Com os meus pedidos de desculpas pela falha nas visitas à Tulha, venho desejar um Natal cheio de saúde, paz, amor e fraternidade. Espero também que o Menino Jesus deixe no sapatinho alguma esperança em dias melhores.
Beijinhos,
Lourdes

Luis disse...

Amiga Lourdes,
A Amizade é grande e portanto nada de pedir desculpas. Eu próprio com os diversos problemas que vão aparecendo também tenho andado arredio destas lidas.
Obrigado pela sua visita e muitos beijinhos amigos.

Luis disse...

Amiga Mariazita,
Obrigado pelos seus Votos que lhe desejo em dobro para Si e todos os Seus neste ano que chegou!
Beijinhos muito amigos.

Luis disse...

Caríssimo João,
A AVALIAÇÃO como dizes e muito bem deve ser extensiva a todos e não só aos professores. Estranho é que eles se sintam prejudicados com tal medida. Será que temem vir a saber-se das suas incompetências? Antigamente faziam-se concursos para se ocuparem as vagas que apareciam e anualmente era-se avaliado. Sei que às vezes essas avaliações eram tidas como um pro-forme mas não se deixavam de fazer. Porque não continuar com tais procedimentos?
Deixava-se de haver "compadrios" e acabava-se com os BOYS e GIRLS...
Um abração muito amigo e boa Saúde para todos Vós.