"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

29/12/2010

Contra-sensos


Você já observou alguma vez, que o nosso comportamento nem sempre está baseado na coerência?

É comum percebermos alguns contra-sensos sobressaindo nas nossas acções.

Um deles é o fato de pedirmos a Deus que nos dê saúde, e nos entregarmos a vícios geradores de enfermidades.

Há contra-senso quando reclamamos os nossos direitos, desrespeitando os dos outros.

Gostamos de ouvir a música de nossa preferência, e ligamos o som num volume que obriga os vizinhos a ouvi-la também, esquecendo-nos de que, se temos direitos, os outros igualmente os têm.

Às vezes, em nome da justiça que dizemos defender, cometemos outras tantas injustiças.

Alguns de nós lutamos por defender a natureza, o verde, os animais, enquanto crianças morrem, vítimas da fome e da falta de atendimento médico, ao nosso lado.

E, enquanto se divulga a intenção de conter a prostituição infantil, o dito turismo sexual, a pedofilia, os mesmos meios de comunicação que criticam essas barbaridades, promovem concursos nos quais são mostradas meninas de apenas 5 anos de idade com roupas coladas ao corpo, maquiadas como adultas, dançando freneticamente, de forma sensual.

Dizemos lutar contra esses abusos, mas criamos todas as condições favoráveis para que proliferem. É um contra-senso.

Outro aspecto está na luta pela paz. Os países, para preservar a paz, promovem o armamento.

A paz não se conquista nos campos de batalha, nem virá por decreto. É luz íntima.

Se não atentarmos para esses contra-sensos, estaremos passando aos nossos filhos a imagem de um mundo no qual não se pode confiar.

Um mundo em que não se sabe o que é verdade e o que é mera ilusão, jogo de interesses, mentiras.

É importante que decidamos quais são os nossos verdadeiros valores e lutemos por eles com fidelidade.

Seja nosso falar: Sim, sim, não, não, conforme adverte o Cristo.

Se nos agrada lutar pelos direitos, que o façamos integralmente, defendendo tanto os nossos, quanto os dos outros.

Se quisermos defender a natureza, que a nossa defesa seja abrangente, defendendo tudo o que respira na face da Terra.

Se desejamos que Deus nos dê saúde, lutemos por preservá-la.

Agindo com coerência em todos os momentos, é que poderemos intitular-nos como verdadeiros idealistas.

A paz construída sobre os escombros dos povos vencidos é vitória passageira.

A felicidade conseguida à custa das lágrimas alheias, é mera ilusão.

Os direitos que soterram os direitos alheios, são construção de desequilíbrios futuros.

Só o respeito mútuo é capaz de efectivar o ideal no bem duradouro, para toda a eternidade.

12 comentários:

M. Lourdes disse...

Afastada, mas não esquecida, venho neste final de ano, desejar a todos os meus amigos um ano de 2011 com muita saúde, paz e "inspiração" para fazer face à crise.
Beijinhos
Lourdes

Lucia disse...

Amigo Luís,
Subscrevo o que aqui é dito.
Um grande beijinho para si e para todos da família. Votos de um Novo Ano com muita Paz, Saúde e serenidade.

Luís Coelho disse...

As nossas contradições ....e são tantas..tantas.
Nem exite nada que justifique estes comportamentos.

poetaeusou . . . disse...

*
Amigo
,
que as vagas de 2011,
vos(te) traga um mar de saúde e
marés de coisas boas (se possível)
,
abraçada amizade,
,
*

Mariazita disse...

Meu querido amigo Luis
Hoje estou passando apenas para desejar que a sua passagem de ano decorra com saúde e alegria, na companhia dos seus familiares.
Quanto ao Ano Novo, que ele seja pródigo em benções, para si, sua família, e... para todos nós, também.

FELIZ ANO 2011.

Beijinhos com muita amizade

Marcia disse...

...E assim é o ser humano, passando por esta escola chamada de planeta terra. Ainda temos muito que aprender!
Post de muito bom senso.
•*•Feliz ano novo•*•
Márcia

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Estão aqui várias constatações das fraquezas humanas, das resignações e submissões a interesses contraditórios. Neste momento que antecede a entrada para um Ano Novo, um Olhar Novo, uma Vida Nova, devemos prometer a nós próprios com sinceridade e vontade de cumprir, que vamos fazer tudo para respeitar os mais altos valores do civismo, da ética, dentro da maior coerência.

Um abraço e um Bom Ano
João
Do Miradouro

Adelaide disse...

Querido amigo Luis,

Tem no meu CREPÚSCULO uma mensagem para si

Beijinhos
Mlai

Graça Pereira disse...

Falta de Coerência...talvez seja esse o nosso maior pecado!
Um texto que nos alerta no princípio de um Ano novo para que mudemos a nossa atitude em relação a tudo!
Muito oportuno!
Um 2011 muito feliz, sem contra sensos, onde cada dia dos seus 365 dias, possamos reinventar o sonho, o entusiasmo e...a coerência.
Mil beijocas amigas.
Graça

nacasadorau disse...

Amigo Luís!

Somos e seremos sempre bons amigos.
Sei-o desde que o conheci.
Obrigada.


Que 2011 traga tudo o que mais almejas para ti e todos os que amas e para o Mundo.


Felicidades e Bom Ano Novo!

Beijo e abraço cerrado

Carlos Albuquerque disse...

Oportuno e pertinente post, caro Amigo Luís!
Vim para lhe desejar, e aos seus, um Novo Ano com tudo de bom.
Grande abraço.
Em 2011 cá nos voltaremos a encontrar.

Luis disse...

A Todos o meu muito Obrigado pela Vosso Carinho que sempre me demonstraram no decorrer deste ano que finda. Sem esse estímulo seria mais difícil manter o Blogue em dia!!!! A Amizade sempre demonstrada e os Vossos comentários sempre muito oportunos são a razão da sua existência!
A Todos um 2011 bem melhor do que o que agora finda!