"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

13/12/2010

REUNIÃO DE SACERDOTES DE PRISÕES DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA (USA)


CONCLUSÕES DA REUNIÃO:
• A religião muçulmana, é a que mais cresce em número nos Estados Unidos, especialmente nos grupos minoritários.
• No mês passado, assisti a uma classe de treino, para manter minhas condições de segurança no departamento de prisões do estado.
• Durante a reunião, foram apresentados três dos intervenientes que dissertaram sobre o tema: Um sacerdote católico, um pastor protestante e um imã muçulmano, que nos deram diversas explicações. Na minha qualidade de capelão, interessava-me sobretudo o que o imã islâmico diria.
• O imã, fez uma completa e detalhada apresentação da sua religião de base do islamismo, apresentando inclusive alguns vídeos.
• Depois das apresentações, foi concedido um tempo para perguntas e respostas.
• Quando chegou à minha vez, perguntei ao imã:
• Por favor, corrija-me se me engano, mas segundo entendo, a maioria dos imãs e clérigos do Islão, declararam a “JIHAD” (guerra santa), contra os infiéis de todo o mundo. De modo que matando um infiel, que é uma ordem para todos os muçulmanos, têm assegurado um lugar no céu. Se assim é... pode dar-me uma definição de infiel?
• Sem discutir minhas palavras, o imã disse: “São os não crentes”.
• Questionei: Permita assegurar-me que o entendi bem: A todos os seguidores de Alá, é-lhes ordenado que matem a todo aquele que não é da sua fé, para poderem ir para o céu? Está correcto?
• A expressão da sua cara mudou de uma autoridade para a de uma criança apanhada em flagrante a ir à caixa das bolachas. Com ar envergonhado respondeu: ASSIM É!
• Acrescentei: pois bem senhor imã, tenho um verdadeiro problema quando imagino se o Papa Bento XVI ordenasse a todos os católicos que matassem todos os muçulmanos e que o Dr. Stanley ordenasse a todos os protestantes que fizessem o mesmo para também poderem ir para o céu...
• O imã ficou mudo.
• Continuei: Também estou com um problema que é ser seu amigo, quando o senhor e os seus colegas, dizem aos seus pupilos que me matem. O que preferiria o senhor: a Alá que lhe ordena matar-me para poder ir para o céu ou a Jesus que me ordena amá-lo a si, para que eu vá para o céu e o leve comigo.
• Podia-se ouvir cair uma agulha no chão de tanto silêncio, quando o imã inclinou a cabeça de vergonha.
COM O NOSSO SISTEMA JUDICIAL LIBERAL E POR PRESSÃO DA “ACLU” (Organização Árabe Americana), ESTE DIÁLOGO NÃO SERÁ PUBLICADO. POR ISSO, ROGAMOS QUE FAÇA CIRCULAR ESTE DIÁLOGO POR TODAS AS SUAS LISTAS DE DIRECÇÕES PARA O DAR A CONHECER.
Rick Mathes – Capelão de prisões (USA)
“OU VIVEMOS TODOS JUNTOS COMO IRMÃOS OU MORREMOS TODOS JUNTOS COMO IDIOTAS!" (Dr. Martin Luther King)
Se eles matam e se matam pela sua fé... porque não enviar este e-mail aos meus amigos e irmãos de fé...
Veja o original desta notícia no link abaixo

http://www.breakthechain.org/exclusives/rickmathes.html

8 comentários:

Luís Coelho disse...

Já conhecia este dialogo onde também fomos intervenientes na guerra santa.


O que está mal são os radicalismos e a falta de amor.

poetaeusou . . . disse...

*
amigo,
não se arranja por aí,
sacerdotes de Politica ???
,
aquele abraço,
,
*

Jacque disse...

Eu estou oferecendo meu cartãozinho de Natal, no meu Blog AGUA DE ROSAS, apareça...
http://aguaderosas-jacque.blogspot.com/

Fernanda disse...

Amigo Luís!

Não me esqueci de si :)
Tenho andado ocupada com a minha mudança e com os meus novos afazeres.
Voltarei sempre que me for possível.
Beijinhos

Irene Moreira disse...

Amigo Luis

Venho cá a te visitar depois de tanto tempo.

Está tudo bem agradável.

Preferi deixar um comentário na anedota no post abaixo.

Beijos e boa semana

nacasadorau disse...

Amigo Luís!

Feliz Natal!

Nunca o esquecerei!

Feliz Natal

Chegou o Natal

Chegou Natal
Sem estrondos,
Sem alaridos
Nem algazarra …
Simplesmente chegou.
Com alguma timidez,
Envolto no acanhamento de um tempo
Que se faz ligeiro,
Embrulhado em mantos
Tecidos de muitas e cores.
Mas o Natal chegou.
Sem a intimidade de ontem,
Mas com a alegria das festas
E manifestações de “causas e coisas”
Lembrando a época, um tempo
O teu regaço.
Mas o Natal chegou,
Sem a solidariedade sábia de ontem,
Mas com a profusão de vontades
Voluntariosas
Briosas
E tão caprichosas…
Mas o Natal chegou
Com os sabores da tradição
Em mesa posta,
Toalha branca, alvura
Rabanadas, bolos de menina
Coisa fina.
Sonhos doces, formigos e mexidos
Em forno lento
E ao relento das vontades
Alicerçadas no tempero da solidariedade.
Bacalhau, batata, couve da horta
Agitação garrida,
Mimosamente tecida…
Desejada em cada porta.
Bolo-rei, filhós, vinho quente
Amor presente
Em cada rosto,
No mimo posto
Na tua chegada.

Mas o Natal chegou!

Natal de 2010
Maria José Areal

Beijinhos
.

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Adorei esta postagem e a sua conclusão!
Vim tambem desejar-te um Santo e Feliz Natal para ti e todos os familiares. Que 2011 nos seja mais proveitoso em todos os sentidos...
Beijo amigo.
Graça

Luis disse...

A Todos os meus Queridos Amigos
agradeço as Vossas Visitas eos Comentários que apresentaram que enriquece de sobremaneira o post aqui colocado. A Todos desejo as maiores Felicidades para o ano que se aproxima.