"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

15/07/2009

VAMOS LIMPAR PORTUGAL!


Na Europa há um pequeno país chamado Estónia, cujo território em cerca de metade da sua área está coberto por florestas de coníferas. Porém as mesmas florestas foram “decoradas” com lixo doméstico e de construções. Muita gente acha aceitável trazer o seu lixo para a floresta e têm feito isso durante muitos anos. Infelizmente o mesmo se passa em Portugal.

Contudo, um grupo de pessoas acreditava que tudo isso podia mudar e assim começou a ganhar forma a Campanha “Vamos Fazer”.

Esta Campanha, na Estónia, nasceu de uma ideia simples “E se limpássemos TODO O PAÍS?”

Ninguém tinha jamais feito isso e não havia ideia como o fazer. Só tínham a certeza de que podia ser feito. A ideia foi baptizada por “Vamos Fazer” e o plano era limpar 10.000 toneladas de lixo.

Para isso, seria necessário envolver no mínimo 40.000 voluntários.

Em primeiro lugar formou-se uma equipa de 20 voluntários que rapidamente cresceu para um grupo de 650 pessoas.
Foi preciso convidar profissionais para integrar a equipa, o que não foi difícil, uma vez que eles próprios também acreditavam que a acção era possível.

O segundo passo foi juntar pessoas, organizações e comunidades para obter o apoio necessário para a ideia e encontrar parceiros confiáveis.
Os realizadores perceberam desde o início que precisavam do apoio de TODA a sociedade, e então foram em frente. Cada parceiro entrou com o seu sector de recursos. Alguns ajudaram com equipas, outros emprestaram equipamentos, transportes e os “midia” não cobraram nada pela publicidade. A dada altura ninguém recusava nada.


O terceiro passo foi localizar e fazer mapas que mostrassem claramente onde, que tipo e quantidade de lixo existia. Para o efeito criou-se um mapa virtual.
Foi relativamente simples, juntando-se a tecnologias do Google Earth com outros programas freeware criou-se o próprio software que tornou tudo mais fácil. Depois foi necessário tirar fotos, mesmo usando telemóveis, e ir passando essa informação para o mapa de lixo.
Os locais, imagens e informações sobre cada espaço eram enviados directamente para o site e todos podiam acompanhar o processo online. Conseguia ver-se todos os pontos onde existia lixo a aparecer no mapa. No total, 720 voluntários estiveram envolvidos no processo de sinalização destes pontos.

Pergunta crucial, como juntar 40.000 pessoas para limpar tudo?
A primeira tarefa era sensibilizar as pessoas para o problema e mostrar quanto lixo de facto havia. O passo seguinte foi organizar campanhas publicitárias (esta foi a maior campanha publicitária da história desse Pais e não se gastou absolutamente nada).
Actores famosos, músicos, líderes culturais deram a voz e a cara à campanha de graça.
De repente o “Vamos fazer” estava em todos os lugares.
Para facilitar pediu-se às pessoas que se registassem em equipas de trabalho via Internet.

Cada equipa era responsável por limpar um certo campo de lixo.
A apenas duas semanas do dia da limpeza, ainda só havia apenas 10.000 pessoas registadas.
O Dia da Acção – 3 de Maio, 2008 - Mas naquele dia, os sonhos mais impossíveis tornaram-se realidade. Mais de 50.000 pessoas apareceram para participar e o resto da população seguiu através do mídia.


Também participaram nessa acção estudantes russos, alemães, suecos, chineses, finlandeses e lituanos.

Os mídia Internacional acompanharam a mais ambiciosa acção voluntária dos tempos modernos.

Esta experiência teve um alcance Global. Em circunstâncias normais, o governo da
Estónia teria gasto 22,5 milhões de € e três anos neste processo, mas ele foi feito por apenas meio milhão de € NUM DIA.

Todo o território da Estónia ficou limpo em 4 horas.

ELES CONSEGUIRAM! E NÓS IREMOS TAMBÉM CONSEGUIR AQUI EM PORTUGAL!

Ao recebermos esta notícia de operação de limpeza do lixo disseminado pela superfície da Estónia, levada a cabo por toda a população entendemos que uma operação deste tipo seria muito interessante e educativa se aqui fosse efectuada.

Efectivamente, vivemos num lindo planeta, mas estamos a destruí-lo todos os dias.
Há lixo em todos os lugares; praias, cidades, florestas e até nos oceanos.

É preciso limpar o nosso País. Para isso é indispensável a colaboração de todas as pessoas, organizações e comunidades para concretizar esta ideia e encontrar parceiros confiáveis, nas autoridades, nas empresas com meios adequados para este efeito.

Não se trata de acção política, eleitoral, mas se os partidos quiserem, desde já, entrar nessa operação, que deve ser permanente, só terão vantagem aos olhos do povo.

Será útil a colaboração voluntária das pessoas, quem empreste equipamentos, transportes e os “midia” que estimulem os voluntários.

O grande dia de encerramento da operação será 8 de Novembro e, então, quando finalmente o País estiver limpo, será uma expansão da alegria para os portugueses, ao gosto local, conforme a disponibilidade de autarquias e organizações da região.

E será bom que daí se conclua que será mais fácil não poluir, não espalhar lixo, entulhos e escombros.

Esta mensagem deve ser difundida por todos os portugueses, e em cada Freguesia e Concelho, devem ser organizadas as acções mais adequadas, tendo sempre em vista o benefício que daí resultará para o ambiente e para as pessoas.

* Trabalho feito em conjunto com os amigos João e Luís. Contamos com a participação activa de todos os colaboradores e leitores.
Fernanda Ferreira


6 comentários:

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Um post brilhante para lançar a campanha. O método seguido na Estónia é muito interessante e deve ser seguido na medida do possível localmente, nos concelhos para que nada fique por limpar e o resultado seja conseguido com eficiência e com o mínimo esforço. Esses aspectos práticos têm realmente que ser descentralizados porque não existe uma máquina central que possa arcar com os pormenores aplicáveis localmente, conforme as condições aí existentes.
Precisamos da Comunicação Social para fazer a sensibilização de instituições e pessoas, e da colaboração sempre útil das Forças de Segurança, dos bombeiros, etc e às autarquias cabe um papel importante.

Não podemos esmorecer. Queremos Portugal sem lixo espalhado pela paisagem rural ou urbana.
Um abraço
João

Maria Letra disse...

Amigo Luís,
Eu já ofereci a minha colaboração, no blogue Sempre Jovens. O que puder começar a fazer daqui, é só dizerem-me. E só não comecei ainda porque pode haver já alguém a fazê-lo aqui.
Um abraço.
Maria Letra

Fernanda Ferreira disse...

Amigão Luís,
Obrigada por tudo... por ter lançado a primeira pedra, por ter essa força ilimitada, por ser exactamente como é.
Todos juntos vamos fazer a diferença.
Beijão,

A. João Soares disse...

Caro Luís,

Estou sem Outlook, o que torna praticamente impossível enviar e-mails Já coloquei um SOS no Renascer da Fénix, a ver se alguma alma boa e sabedora me ajuda.
Peço-te que procures contactos com organizações experientes, conhecidas e com credibilidade para se interessarem por isto, do género Quercus, associação dos municípios, etc. O mesmo para meios de comunicação como a TV e a rádio que entusiasmem as massas. Depois será de interessar os sindicatos que podem manipular empregados de grandes empresas. A protecção civil, a PSP; a GNR os bombeiros...

Um abraço
João

Luis disse...

Amigos,
Entrei em contacto com a Quercus no sentido de se ligarem à Campanha de LIMPAR PORTUGAL, estou a aguardar a sua resposta.
Igualmente vou entrar em contacto com as Forças de Segurança, Bombeiros e Empresas de Transportes de Residuos. Logo que tenha resultados transmitirei.
Saudações Amigas

Luis disse...

Amigos,
Já contactei mais as seguintes Entidades: MAI,GNR,PSP,Bombeiros, Correio da Manhã e tVI. Aguardo respostas.
UM abração