"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

08/01/2014

O que todos deveríamos fazer...






Depois de um longo e agitado dia de trabalho, um homem sentou-se no comboio, recostou-se e fechou os olhos.

Quando o comboio saía da estação, a mulher que se sentara a seu lado, pegou no telemóvel e começou a falar bem alto:

 -"Olá meu amor, sou a Susi, já estou no comboio... Sim, eu sei, é o das seis e meia... Não apanhei o das quatro e meia porque estive numa reunião que nunca mais acabava... Nãooooo, não foi com o Leandro dos Recursos Humanos, foi com o meu chefe...

Nãooooo amor, és o único da minha vida, tu sabes... Sim meu amor, amo-te tanto, bla, bla, bla, bla, bla..."

Passados 15 minutos, a mulher continuava a falar, a falar, a falar, e sempre alto...

O homem, já farto de a ouvir, aproximou-se dela, e com voz clara, disse quase encostado ao telemóvel:
- "Susi, desliga o telemóvel e volta para a cama!"
 (consta que Susi nunca mais usou o telemóvel na via pública...)

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Que falta de educação...calhandrice - coisas banais e outras fictícias só para chamar a atenção...

A ser verdade esta saída do cavalheiro foi mesmo de matar ...

Luis disse...

Caríssimo,
Hoje em dia há um abuso com a utilização do telemóvel. Por todo o lado se vê alguém a falar a despropósito - é nos cinemas, nos teatros, em reuniões, etc.,etc. Há, julgo que na Alemanha, uma cervejaria com copos em que a base é desfasada para que o telemóvel, quando aí colocado, garanta que o copo fica direito. Só assim não haverá telefonemas enquanto aí estão!
Um abraço amigo e que 2014 lhe seja favorável.