"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

11/12/2009

Um reformado a pensar...

Será que estamos a ser de novo invadidos ?

Não vejam nas minhas palavras qualquer ideia xenófona pois sempre fui e serei contra atitudes racistas! Depois desta introdução lanço este repto aos meus amigos comentadores!

Desde tempos imemoriais a península ibérica e particularmente a sua parte mais ocidental foi palco de multiplas invasões por parte de povos que procuravam nestas terras melhorias na sua vida.

Tais povos foram-se caldeando ao longo dos anos criando o Português com as caracteristicas que actualmente possuímos.

Depois, quando nos lançámos a dar novos mundos ao mundo também nós emigrando para essas novas paragens, criámos novos padrões raciais. Dizia-se até: "Deus criou o Homem e o Português o Mulato"!

Após as Independências dos diversos territórios ultramarinos e a nossa entrada na UE têm-se verificado uma imigração maciça de elementos oriundos desses Países, do Brasil e dos Países ditos do Leste, que procuram melhorar a sua vida aqui prestando os seus serviços à imagem do que fizemos tempos atrás emigrando pelo mundo fora!

Será esta uma nova forma de invadir um País? Haverá alterações de comportamento nos futuros Portugueses? A nossa Língua sofrerá ainda mais alterações? Será que podemos perder a nossa Identidade?

Espero dos meus comentadores respostas a estas questões numa perspectiva liberta de qualquer ideia xenófoba, pois não é essa a minha postura neste repto agora aqui lançado!

4 comentários:

aprendizdemim disse...

Não vejo mal nas mudanças. Mas p que elas hajam deverá haver a influência de um como também o deixar-se influenciar pelo outro. Será q me expliquei bem? Aff..
Bjo na alma!

Luis disse...

Claro que se explicou muito bem e eu também assim penso.
Gostei muito da sua visita, venha mais vezes que será sempre bem recebida.
Saudações solidárias e desejos de um Natal muito Feliz.

A. João Soares disse...

Caro Luís

As sociedades, as Nações, são organismos vivos e, portanto, em mutação permanente. Isto quer dizer que devemos estar preparados para os portugueses daqui a 10 anos serem diferentes no seu comportamento, tradições actuais(!), língua e «identidade». Hoje não somos iguais ao que éramos no tempo dos descobrimentos ou do Eça (muito mais recente) e, não podemos esperar que a partir de agora deixássemos de evoluir ou regredir (na opinião dos conservadores).
Não tenhas receio. Dos maiores Estados do Mundo a maior parte nasceu de imigrantes (Estados Unidos, Canadá, Brasil, Argentina, Austrália, etc.)

Um abraço
João

Luis disse...

Caríssimos Amigos,
Não temo as alterações que possam advir da emigração de que Portugal está a sofrer. Pretendi só levantar o problema e discuti-lo convosco. João, a tua primeira abordagem é o inicio da discussão pois haverá quem pense de maneira diferente ou não?
Um abraço amigo.