"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

29/10/2009

A INSANIDADE DO FUTEBOL LEVADA AO EXTREMO!


Pessoalmente até gosto de ver o Futebol como espectáculo mas reconheço que este "fenómeno" está a trazer malefícios para a Humanidade. Perderam-se os Valores,
gastam-se bilhões para "endeusar" durante uns dias uns quantos jogadores desprezando-se milhares de pobres existentes pelo mundo fora que poderiam melhorar as suas vidas com esses dinheiros, que considero muito mal gastos.

Veja-se o que aconteceu há pouco tempo em Portugal, construiram-se estádios e mais estádios que estão criando graves problemas financeiros aos clubes e até acontece pensar-se destruir alguns deles por ser dificíl a sua manutenção.

Agora é no Brasil que esta loucura ameaça a eclodir. País com grandes assimetrias sociais cheio de favelas e de pobres a gastar na ordem dos R$ 5,250 bilhões na construção de 12 estádios que porventura só serão utilizados meia dúzia de vezes!

É como digo: " A INSANIDADE DO FUTEBOL LEVADA AO EXTREMO!"

OS MINISTROS...


Numa reunião com o Presidente do Botswana, José Eduardo dos Santos apresenta os seus Ministros:

- Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Educação, este é o ministro da Cultura, esta é a Ministra da Justiça, esta é a Ministra de Energia e Águas, este é o Ministro do Petróleo... E por ai fora.

Chegou a vez do Presidente do Botswana :

Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Fazenda, este é o Ministro da Educação, este é o Ministro da Marinha... Nessa altura "dos Santos" começa a rir:

- Desculpe, Sr. Presidente, mas para que é que o Sr. tem um Ministro da Marinha, se o seu país não tem mar?

O Presidente do Botswana calmamente responde:

- Quando você apresentou os Ministros da Justiça, da Energia e Águas, da Saúde e da Educação, EU NÃO RI...

Recebido por email de um familiar

Tomada de Posse do "malhador"


Gesto pouco militar, mas de muita "familiaridade".
A sobrevivência também é uma arte de pequenos gestos, claro está. Ó se não é ...


Pouco depois da posse, o novo titular da pasta da Defesa, Augusto Santos Silva, chegou ontem pontualmente ao edifício da Ilha da Madeira - sede do Ministério da Defesa - para receber as suas primeiras honras militares. Na estreia na sua nova pasta, aguardado por uma companhia de militares dos três ramos das Forças Armadas e pela banda da Armada, Augusto Santos Silva foi recebido à saída do carro oficial pelo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), general Valença Pinto.
O governante percorreu depois a dezena de metros até ao pequeno palanque sempre com os punhos cerrados - o mais visível dos sinais de tensão que se foram diluindo com o decorrer da cerimónia. Depois dos militares apresentarem armas e de se ter ouvido o hino da Maria da Fonte, Augusto Santos Silva - acompanhado pelo ajudante-de-campo e pelo comandante das forças em parada - postou-se frente à bandeira nacional e, a seguir, passou revista às tropas.
No final do desfile, Augusto Santos Silva e o CEMGFA dirigiram-se para o edifício do Ministério da Defesa, na avenida Ilha da Madeira, onde o ministro recebeu cumprimentos do seu chefe de gabinete, general Rodrigues Viana (transita do anterior Governo, mantendo-se naquelas funções ainda por algumas semanas) e pelo secretário-geral.
A primeira cerimónia a que Santos Silva deverá presidir terá lugar no próximo dia 6 de Novembro, em que está agendada a abertura do ano lectivo do Instituto de Estudos Superiores Militares - cerimónia que dá ao ministro a primeira oportunidade para falar sobre as Forças Armadas.

MANUEL CARLOS FREIRE
in Diário de Notícias
27 de Outubro de 2009

Enviado por email pelo meu Camarada e Amigo Serra Pinto

CRITICAS AO DISCURSO DE OBAMA QUANDO VISITOU A EUROPA






















Há que prestar homenagem e fazer justiça aos milhares de soldados americanos mortos em defesa da Europa!

Os americanos que nunca tenham prestado serviço militar no estrangeiro e os europeus que nunca tenham visitado os cemitérios americanos espalhados por toda a Europa simplesmente não entendem a ira existente pelas declarações feitas por Obama quando visitou a Europa.

Não há que pedir desculpas a ninguém. Há sim que lembrar os sacrifícios efectuados na defesa dos países europeus e não confundir arrogância com liderança.

1. O Cemitério Americano em Aisne-Marne, França. Um total de 2.289 militares americanos mortos.
2. O Cemitério Americano em Ardennes, na Bélgica. Um total de 5.329 de militares americanos mortos.
3. O Cemitério Americano na Bretanha, França. Um total de 4.410 de militares americanos mortos.
4. Brookwood, Inglaterra Cemitério Americano. Um total de 468 de militares americanos mortos.
5. Cambridge, Inglaterra. 3.812 de militares americano mortos.
6. Epinal, França Cemitério Americano. Um total de 5.525 de militares americanos mortos.
7. Campo de Flandres, na Bélgica. Um total de 368 de militares americanos mortos.
8. Florença, Itália. Um total de 4.402 de militares americanos mortos.
9. Henri-Chapelle, na Bélgica. Um total de 7.992 de militares americanos mortos.
10. Lorraine, França. Um total de 10.489 de militares americanos mortos.
11. Luxemburgo, Luxemburgo. Um total de 5.076 de militares americanos mortos.
12. Meuse-Argonne. Um total de 14.246 de militares americanos mortos.
13. Netherlands, Holanda. Um total de 8.301 de militares americanos mortos.
14. Normandia, França. Um total de 9.387 de militares americanos mortos. 15. Oise-Oise, na França. Um total de 6.012 de militares americanos mortos. 16. Rhone, na França. Um total de 861 de militares americanos mortos.
17. Sicília, Itália. Um total de 7.861 de militares americanos mortos.
18. Somme, na França. Um total de 1.844 de militares americanos mortos.
19. São Mihiel, França. Um total de 4.153 de militares americanos mortos.
20. Suresnes, França. Um total de 1.541 de militares americanos mortos.

Se foram adicionados correctamente os números indicados nos diversos cemitérios a contagem total é 104.366 mortos.

E será que os americanos têm que assistir a um seu líder eleito a pedir desculpas à Europa e ao Oriente Médio por o seu país ser "arrogante"?


Será que existem igualmente tantos Franceses, Holandeses, Italianos, Belgas e Britânicos enterrados em solo estado-unidense por terem defendido os Estados Unidos dos seus inimigos?

Não se solicitam louvores pelo que se fez mas, pelo mesmo motivo, não há também razões para pedido de desculpas!

OS TRÊS PILARES DA ECONOMIA!

28/10/2009

ATENÇÃO DESPORTISTAS!


É este o País que quer ter o TGV, os Campeonatos do Mundo de Futebol, mais despesas faraónicas com os estádios, a mania que temos de que construir um novo aeroporto monstro nos torna aptos a concorrer com Barajas, etc.!

Nem sequer conseguimos garantir o saneamento básico de milhares de aldeias e lugares, nem conseguimos resolver os problemas da saúde, temos uma Justiça que é uma vergonha e, agora, descobre-se que nem nos Centros de Saúde há desfribiladores!

Os senhores desportistas, tão contentinhos da sua vida com os vencimentos escandalosos que recebem e o exibicionismo pimba dos grandes carros de dezenas, às vezes de centenas de milhar de Euros, vejam lá se impõem ao Governo a resolução da falta de desfribiladores nos recintos desportivos?

É preciso é mostrar os Porshes, Jaguares, BMW, Bugattis, Mercedes, etc.

Enfim, é o País que temos!

Enviado por email pelo Camarada José Morais Silva

AINDA O TGV... PORQUÊ ESTA TEIMOSIA?


Mais uma qualificada opinião e oportuna informação.
Neste caso nem se trata de levantar uma questão de (má) oportunidade de se caminhar para um tal investimento, mas sim de dar preferência e considerar, racionalmente, outra solução para o Caminho de Ferro nacional (de alta velocidade). Está mais que provado que os interesses instalados são grandiosos (embora criminosos). QUEREM UM BRINQUEDO porque lhes proporcionará grandes NEGOCIATAS. Quem tiver que o pagar que se amanhe!
São isto governantes !

Recebido do meu Camarada Valdemar Clemente

INOVAR PARA... POR JACK SOIFER

TGV? Só em Portugal

Comente este texto na secção Opinião em www.oje.pt

JÁ nem a SNCF, a CP francesa, quer mais o TGV. Em Julho alterou a última e antiga encomenda da linha para Nice. No mais, cancelou o TGV, optou por 60 composições tipo light-fast-train, que chega aos 160km/h, e, o que é o mais importante, acelera e trava com rapidez. O que importa numa viagem não é a velocidade máxima mas sim a média. Esta é ditada pela aceleração e pela travagem, pelo número de vezes que o comboio pára e pelas curvas. A meta não é transportar 220 pessoas de um ponto a outro, o que o avião faz até por menos dinheiro. O objectivo é interligar os recursos de um país, espalhados pelas riquezas naturais e humanas das cidades situadas ao longo da via. É para potenciar estes recursos que se fazem obras públicas.

Em Espanha, o cidadão que não usa a RAVE paga 1,1 mil milhões em subsídios para manter as linhas. A Inglaterra cancelou os planos do TGV entre Londres e Manchester. A própria Alstom já testou o AGV, similar ao Alfa, substituto do TGV. Desde 1998 o TGV tenta entrar na Austrália e não consegue. O mesmo na Suécia, Argentina, Brasil, EUA. Por que não adoptar o que todos os países estão a fazer ferrovias mistas e Light-Alfa, que chega aos 250 km/h, pendular, mais baixo e moderno para passageiros; e carga em carruagens leves em high-strengthsteel, nos horários entre os rápidos de passageiros e durante a noite. Se houver algum troço de linha com muitos comboios simultâneos, considerar a terceira via, como já se faz, por exemplo, na Suécia, por uns cinco quilómetros antes e após as grandes estações, para que os rápidos lá possam disparar, enquanto os lentos aceleram ou travam nos carris tradicionais.

O moderno sistema de sinalização já o permite. Querem meter goela abaixo o velho TGV em Portugal? É este o preço por termos um português na UE?

Ler mais detalhes no livro “Como Sair da Crise”.

Jackfer@sapo.pt

25/10/2009

AOFA - Associação de Oficiais das Forças Armadas


COMUNICADO

OS ACONTECIMENTOS NO COLÉGIO MILITAR

1. Vêm os órgãos de comunicação social dando notícias em profusão acerca de situações de maus-tratos sobre alunos do Colégio Militar (CM), que serão da responsabilidade de colegas seus, a propósito de um processo judicial em que o Ministério Público já deduziu a respectiva acusação.

2. A AOFA tem, antes de mais, que saudar os órgãos de comunicação social que, paralelamente a essas notícias, se preocuparam, também, em ouvir a opinião de destacadas figuras públicas, ex-alunos do CM, que foram unânimes em reconhecer a excelência do seu ensino, colocando ênfase particular na formação que receberam como cidadãos e nos particulares laços que unem as várias gerações que por lá vão passando.

3. Não podendo concordar com a ocorrência daquelas situações, que, a confirmarem-se, condena, a AOFA entende que, para uma melhor compreensão do
problema, o sucedido no CM não pode ser desligado do que, infelizmente com muita frequência, acontece nos restantes estabelecimentos de ensino, sendo que, neste caso, com uma agressividade de tal ordem que leva a que até professores tenham sido alvo de violência.

4. No que respeita aos acontecimentos verificados no CM importa realçar que, segundo o que vem sendo noticiado, a instituição terá procedido a averiguações, na sequência das quais os seus responsáveis determinaram os castigos que, face ao regulamento interno, entenderam adequados.

5. Por outro lado, ao que consta, um inquérito ao CM, que contou com a participação do Ministério da Educação, terá apresentado conclusões, em que, para além de alguns problemas, sem grande significado, detectados (por sinal sem nada terem a ver com a matéria que vem sendo noticiada), o que seria de esperar numa instituição com a sua dimensão, é dado relevo a aspectos positivos na forma como cumpre a missão que lhe está cometida, urgindo, por isso, que a bem da transparência, da verdade e do necessário equilíbrio na informação, o respectivo relatório seja rapidamente tornado público pelo Ministério da Defesa Nacional.

6. Cumpre, também, ter presente que, devido às características que possui, com um pouco comum enquadramento e acompanhamento dos alunos, o CM estará em excelentes condições para retirar do sucedido as ilações que eventualmente se imponham e introduzir as correspondentes medidas correctivas, provavelmente, aliás, de uma forma que não seria possível em qualquer outro estabelecimento de ensino.
7. A AOFA não pode deixar de lamentar que, a pretexto de acontecimentos indiscutivelmente infelizes, se esteja a denegrir a imagem de uma instituição de referência, com mais de 200 anos de existência, que tem dado ao País alguns dos seus melhores quadros civis e militares, o que reflecte, no fundo, a irrecusável existência e perenidade de Valores nela solidamente enraizados.

8. Estranhando não ver igual empenho mediático perante o que vem sucedendo nos restantes estabelecimentos de ensino, a AOFA espera bem que tal não signifique estarmos perante uma qualquer campanha, habilmente conduzida por terceiros, visando, para além do mais, desacreditar a Instituição Militar no seu todo e, com isso, atingir o que de mais sublime tem a Condição Militar: os Valores Éticos e Morais que nela subjazem de forma esmagadoramente maioritária e que têm permitido a Portugal sobreviver como Nação Soberana e Independente há quase nove séculos.

O PRESIDENTE

Carlos Manuel Alpedrinha Pires
Coronel de Artilharia

SERÁ ESTE UM GOVERNO ANTI-CONFLITO?



Nota editorial

O primeiro-ministro montou um Governo à sua nova imagem. A estabilidade e peso político avaliam-se pelo núcleo duro que transita da maioria absoluta. Aí, os fiéis são recompensados – mesmo que para isso seja necessário descobrir a óbvia vocação militar de Santos Silva –, e alguns competentes também.
É o caso de Vieira da Silva, elevado a superministro da Economia, com gestão do QREN; de Teixeira dos Santos, Luís Amado, Rui Pereira, Silva Pereira e Ana Jorge.
Das caras novas, só Alberto Martins e Jorge Lacão têm peso e experiência política. As seis restantes, onde se contam quatro mulheres, são promoções inesperadas dentro do universo do socratismo. Honrosas chamadas de quadros que Sócrates testou politicamente nas suas equipas ‘B’. Sem peso nem pensamento político condicionante. Remodeláveis sem dor, se for caso disso.
Nas pastas da Educação, Trabalho, Agricultura e Pescas, ou mesmo na Cultura, ninguém espere muito mais deste Governo do que a busca do menor conflito possível. Nenhuma reforma dolorosa avançará, por mais premente que se revele para o País. Este é um Governo montado a pensar na possibilidade de eleições legislativas antecipadas para o pós-presidenciais. Sócrates fará tudo para aí chegar com o menor desgaste possível junto das mais numerosas corporações nacionais.
O que, com os milhões a injectar nas obras públicas, o futuro a marcar passo e o défice a crescer, não será tarefa impossível.
Octávio Ribeiro, Director

PS: Poderá não ter sido Nazi, mas está filiado pelo menos numa organização totalitária – o Clube Bilderberg – e malha que se farta. O lema: É preciso malhar neles!
Como ele, mas menos agressivo é o Jorge Coelho «Quem se mete com o PS leva»
Tudo muito boa gente!!!

22/10/2009

ALERTA ... MUITO IMPORTANTE!!!

Vale a pena estar atento...

No último sábado procurava um telefone público e encontrei um em frente ao estacionamento da Pr Espanha. Estacionei a alguns metros mais atrás e desci do carro. Quando estava a falar, chegou um homem sem uma
perna e com muletas. Perguntou-me se podia ajudá-lo a marcar um número, e deu-me o cartão de crédito para a chamada e um papel onde estava anotado o telefone. Com muito prazer para ajudar, peguei no papel e comecei a marcar o número.


Então em poucos segundos comecei a sentir-me muito mal, sentia que desmaiava. Acontecia algo de anormal, corri para o carro e fechei-me enjoado. Tonto, tentei ligar o carro e afastei-me um pouco, estacionando aí... Depois, não me lembro de mais nada. Mais tarde despertei enjoado, a cabeça estourava-me... consegui chegar até minha casa, seguindo de imediato para o hospital. Após os exames ao sangue, confirmou-se o que suspeitava. Era a droga que está na moda: a "Burundanga" ou escopolamina. "Tiveste sorte - disse-me o médico. Não foi uma intoxicação, mas apenas a reacção à droga... Não quero imaginar o que teria acontecido se os teus dedos tivessem absorvido toda a droga ou ficasses lá mais 30 segundos..."

Com uma dose mais forte, uma pessoa pode ficar até oito dias "desligada" deste mundo. Nunca tinha pensado que aquilo se podia passar comigo! E foi tudo tão rápido... Escrevo não para os assustar, mas para os alertar. Não
se deixem surpreender! Oxalá não aconteça nada com vocês!

O Médico do hospital (Dr. Raul Quesada) comentou que eram já vários os casos como este e falou dos mortos encontrados sem órgãos. Encontraram-se restos dessa droga nos dedos dos mortos. Estão a traficar os órgãos!!!!!!!!

Tenham cuidado e enviem a todos os familiares, amigos, vizinhos....Podem salvar uma vida!

A escolopamina ou burundanga, usada também em medicina, provém da América do Sul e é a droga mais usada pelos criminosos (geralmente em número de 3) que escolhem as suas vítimas. Actua em 2 minutos, faz parar a actividade do cérebro e com ela os criminosos roubam à vontade as vítimas fazendo-lhes o mal que pretendem: roubos, abusos, etc. A vítima NÃO SE LEMBRARÁ DE NADA!! Em doses maiores pode fazer a vítima entrar em coma e até levar à morte.

Pode ser apresentada em rebuçados, doces, papel, num livro que se abre... um pano, que uma vez aberto, deixa escapar a droga em forma de gás. Cuidado com pessoas que vêm falar connosco, como se nos conhecessem... especialmente nas estações, estacionamentos de centros comerciais... Não deixe entrar em casa estranhos!

Reenvie e alerta toda a gente dos seus contactos.

O COBRADOR FANTASMA...


No exterior do England’s Bristol Zoo existe um parque de estacionamento para 150 automóveis e 8 autocarros. Durante 25 anos, a cobrança do estacionamento foi efectuada por um muito simpático cobrador. As taxas eram o correspondente a 1,40€ para os automóveis e 7,00€ para os autocarros.
Um dia, após 25 anos sem nenhuma falta ao trabalho, o cobrador simplesmente não apareceu. A Administração do Zoo, então ligou para a Câmara Municipal e solicitou que enviassem um outro cobrador. A Câmara fez uma pequena pesquisa e respondeu que o estacionamento do Zoo era da responsabilidade do próprio Zoo, não dela.
A Administração do Zoo respondeu que o cobrador era um empregado da Câmara. A Câmara, por sua vez, respondeu que o cobrador do estacionamento jamais fizera parte dos seus quadros e que nunca lhe tinha pago ordenado.
Enquanto isso, descansando na sua bela residência nalgum lugar da Costa de Espanha (ou algo parecido), existe um homem que, aparentemente, instalou a máquina de cobrança por sua conta e então, simplesmente começou a aparecer, todos os dias, cobrando r guardando as taxas de estacionamento, estimadas em 560€ por dia… durante 25 anos!!! Assumindo-se que trabalhava os 7 dias da semana, arrecadou algo da ordem de 7 milhões de Euros. E ninguém sabe, nem sequer, o seu nome…!!!
Publicado em http://senamor.blogspot.com/ ,transcrito do The London Times.

21/10/2009

O berçário dos Pandas









Na china também há disto... Defesa do Urso Panda!!!

Ginástica radical

video

A loucura dos exercícios radicais!!!

20/10/2009

Ainda as eleições 2...

video

É só substituir Brasil por Portugal, Brasília por Lisboa, Congresso por Assembleia da República e tentar visualizar "quem está a pensar" em vez do burro, e a coisa fica dramaticamente familiar!!!

Ainda as eleições...


Eis um artigo sobre as passadas eleições onde se destacam as seguintes passagens :

Ou é Portugal que me não merece, ou sou eu que não mereço a Portugal! Voltaram a ganhar os Socialistas, se bem que com uma expressão eleitoral bastante reduzida, e com uma percentagem de votos inferior à da abstenção, que andou entre os 39 e os 40%.
Não entendo a minha Pátria. Parece um País feito de um povo masoquista, inconsciente, e que gosta de ser manipulado. Um País de gente "pequenina", oportunista, invejosa, mesquinha, e com mais vontade de ganhar dinheiro do que de trabalhar (…)

(…) Portugal está moribundo, e esta espécie de amálgama a que se chama de povo, parece que gosta do que vê, parece que pretende premiar o assassinato da sua Pátria. É uma vergonha, e um desespero. Assim, não temos futuro. Não temos produtividade porque não existe motivação, e os exemplos que vêm de cima são maus. Deixamo-nos enganar a torto e a direito por estes senhores. E a festa ainda vai no adro. Arrastamo-nos na lama (…)

(…) Será porventura o País que merecemos. Mas a mim, que amo acima de tudo a minha Pátria, entristece-me. E anseio por uma mudança, que por este andar só poderá ser violenta. Portugal precisa de um leader honesto, com autoridade, e que ame a sua Pátria. Estou convencido de que esse leader só aparecerá numa manhã em que ao acordarmos, ouçamos na rádio a notícia do Golpe de Estado que urge. Para que a Pátria não morra envergonhada.

Viva Portugal! (com tristeza) António de Oliveira Martins

18/10/2009

DIFERENÇAS...


Assistir ao duríssimo questionamento da comissão de inquérito senatorial nos Estados Unidos para a nomeação da juíza Sónia Sottomayor para o Supremo Tribunal é ver um magnífico exercício de cidadania avançada. Não temos em Portugal nada que se lhe compare. Se os nossos parlamentares tivessem a independência dos congressistas americanos, Cavaco Silva nunca teria sido presidente, Sócrates primeiro-ministro, Dias Loureiro Conselheiro de Estado, Lopes da Mota representante de Portugal ou Alberto Costa ministro da Justiça. O impiedoso exame de comportamentos, curricula e carácter teria posto um fim às respectivas carreiras públicas antes delas poderem causar danos.
Se a Assembleia da República tivesse a força política do Senado, os negócios do cidadão Aníbal Cavaco Silva e família, com as acções do grupo do BPN, por legais que fossem, levantariam questões éticas que impediriam o exercício de um cargo público. Se o Parlamento em Portugal tivesse a vitalidade democrática da Câmara dos Representantes, o acidentado percurso universitário de José Sócrates teria feito abortar a carreira política. Não por insuficiência de qualificação académica, que essa é irrelevante, mas pelo facilitismo de actuação, esse sim, definidor de carácter.
Do mesmo modo, uma Comissão de Negócios Estrangeiros no Senado nunca aprovaria Lopes da Mota para um cargo em que representasse todo o país num órgão estrangeiro, por causa das reservas que se levantaram com o seu comportamento em Felgueiras, que denotou a falta de entendimento do procurador do que é político e do que é justiça. Também por isto, numa audição da Comissão Judicial do Senado, Alberto Costa, com os seus antecedentes em Macau no caso Emaudio, nunca teria conseguido ser ministro da Justiça, por pura e simplesmente não inspirar confiança ao Estado.
Assim, se houvesse um Congresso como nos Estados Unidos, com o seu papel fiscalizador da vida pública, por muito forte que fosse a cumplicidade dos afectos entre Dias Loureiro e Cavaco Silva, o executivo da Sociedade Lusa de Negócios nunca teria sido conselheiro presidencial, porque o presidente teria tido medo das cargas que uma tal nomeação inevitavelmente acarretaria num sistema político mais transparente. Mas nem Cavaco teve medo, nem Sócrates se inibiu de ir buscar diplomas a uma universidade que, se não tivesse sido fechada, provavelmente já lhe teria dado um doutoramento, nem Dias Loureiro contou tudo o que sabia aos parlamentares, nem Lopes da Mota achou mal tentar forçar o sistema judicial a proteger o camarada primeiro-ministro, nem Alberto Costa se sentiu impedido de ser o administrador da justiça nacional em nome do Estado lá porque tinha sido considerado culpado de pressionar um juiz em Macau num caso de promiscuidade política e financeira. Nenhum destes actores do nosso quotidiano tinha passado nas audições para o casting de papéis relevantes na vida pública nos Estados Unidos. Aqui nem se franziram sobrolhos nem houve interrogações. Não houve ninguém para fazer perguntas a tempo e, pior ainda, não houve sequer medo ou pudor que elas pudessem ser feitas. É que essa cidadania avançada que regula a democracia americana ainda não chegou cá.

Opinião de Mário Crespo, no Jornal de Notícias

15/10/2009

É PRECISO QUE SE SAIBA....







É preciso que se saiba

"... que os portugueses comuns (os que têm trabalho) ganham pouco mais de metade (55%) do que se ganha na zona euro, mas os nossos gestores recebem, em média:
- mais 32% do que os americanos;
- mais 22,5% do que os franceses;
- mais 55 % do que os finlandeses;
- mais 56,5% do que os suecos"
(dados de Manuel António Pina, Jornal de Notícias, 24/10/08)

E são estas bestas que chamam a nossa atenção, "os portugueses gastam acima das suas possibilidades"

As novas lombas das estradas

video

Com estas lombas acabam-se as velocidades nas estradas!!!!

QUEM É QUE TE FAZ LEMBRAR?

video

É de mansinho... que nos vão ao bolsinho!!!

QUE MAÇADA MAÇADORA


Não estou em mim, que surpresa!
É que em Vilar de MAÇADA,
Lá p'rós lados de Alijó,
Cidade bem Portuguesa,
Foi onde nasceu um Virgem,
Que MAÇADA, vejam só,
De nome seu, José Sócrates.
É, portanto, é um MAÇADOR.
Vamos ter de aguentá-lo.
A menos que alguém decida,
Sem piedade, ou amor,
Do seu poder retirá-lo.
Cá por mim, não disse nada.
Já cá não está quem falou.
Mas que é MAÇADA, isso é.
Levar com ele mais uns anos,
Não me parece que o Zé,
Que dizem ser do Povinho,
Esteja de acordo com isso.
Portugal é um cantinho
Que precisa de limpar,
Muita coisinha, Deus meu!
Não é bom que o sujo aumente,
Porque a continuar assim,
Não há ninguém que aguente.
Que MAÇADA! Dizer sim,
Ao estado em que as coisas estão,
Cada vez piorando mais,
Corresponde a dizer Não
A um mal que não melhora.
Que MAÇADA MAÇADORA!

Publicado pela Maria Letra no Blogue "Sempre Jovens"

Caso Freeport

É esta a peça que Sócrates não queria que fosse ouvida e Manuela Moura Guedes ia apresentar na sexta-feira...

Por enquanto...está aqui...depois a censura apagá-la-á!

Peça preparada sobre o outro primo do primeiro-ministro, José Paulo Bernardo Pinto de Sousa, também conhecido pelo «O Gordo», actualmente algures em Benguela.

http://www.videos.iol.pt/consola.php?projecto=27&pagina_actual=1&mul_id=13162208&tipo_conteudo=1&tipo=2&referer=1

14/10/2009

ESPECTACULAR!!!

video

VERDADE OU MONTAGEM? NÂO SEI DIZER! MAS É ESPECTACULAR!!!

DUETO DOS GATOS DE ROSSINI

video

Maitê Proença, vergonhosa

Gosto de chamar a atenção para algo que considere necessário melhorar, mas sem ofender as pessoas na sua qualidade com defeitos e virtudes, como seres humanos. Tenho respeito por todo o ser vivo e seria incapaz de ofender os brasileiros ou os naturais de qualquer país. Mas não posso deixar de verberar a insensatez e a maldade viperina desta pessoa que veio a Portugal colocar muito mal vistos os nossos amigos brasileiros, porque os portugueses menos informados não deixarão de ceder à tentação de generalizar. Esta pessoa merece ser socialmente criticada no seu País e proibida de entrar em Portugal.
Transcrevo o post colocado por Ana Martins no Sempre Jovens.

Maitê Proença. Vejam o vídeo e divulguem por favor

A todos os leitores, amigos e visitantes deste espaço quero aqui formalizar a minha indignação pela atitude da actriz brasileira Maitê Proença, aquando da visita dela a Portugal.
Maitê Proença não se poupou a esforços para ridicularizar Portugal e portugueses, mas na verdade só demonstrou a sua total ignorância e ridícula foi ela.

Ana Martins

Segue-se o texto recebido por e-mail

Vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=1GCAnuZD7bk

Este vídeo foi para o ar no programa Saia Justa. A actriz (?) e escritora (?) Maitê Proença estava em Portugal por causa de uma peça teatral e aproveitou o seu momentos de horas vagas (?) para fazer algumas imagens para o quadro do semanal do canal GNT. A pergunta é: como isso foi para o ar? O tema? Aquele mesmo assunto pobre de sempre: gozar com os portugueses. Como isso ainda não basta, ela terminou o vídeo cuspindo. A pergunta é novamente: para quê? Será um laboratório para ela ser “o próximo chafariz” da nova novela da TV Record?

Todo o vídeo é uma ofensa a Portugal e aos portugueses. Começa por ir a Sintra para mostrar uma porta de uma casa aparentemente comum com o 3 virado para a direita e, sem perceber o significado esotérico, zoa com os portugueses, pois diz que aquilo demonstra que está em Portugal - os caras nem sabem colocar direito um algarismo numa porta! Só vai a Sintra, que tem imensos monumentos, castelos e palácios, para gozar com aquilo.

Depois goza com o Tejo ser, para os portugueses, o mar, quando na realidade ela está junto ao Estuário do Tejo, onde o rio desagua no mar e ambos se confundem. Fala também no Salazar, de que ela não sabe nada, imaginando que, por ter sido um ditador, foi igual a Hitler ou a Mussolini. Goza com o túmulo de Camões, com o estilo arquitectónico manuelino, enfatisando o Manuel, nome injuriado no Brasil nas piadas de português e fala também no episódio no Hotel com o seu PC, quando o Hotel tem áreas de Internet e se tinha problemas com o seu Computador pessoal, deveria usar o equipamento disponível no Hotel para os clientes. O Hotel não tem obrigação de reparar os equipamentos pessoais dos clientes, sejam PC's ou carros ou máquinas de barbear ou sei lá o quê.

Eu acho que ela vai ter muita vergonha quando souber das reacções dos portugueses ao vídeo e vai pensar duas vezes antes de voltar a falar do país e dos seus habitantes. Infame, só revelou ignorância e rancor, talvez dor de cotovelo.

Enfim... vejam o vídeo e, por favor, divulguem:

http://www.youtube.com/watch?v=1GCAnuZD7bk
Publicada por Ana Martins

13/10/2009

Generais Frouxos

video

Lá como cá os problemas são semelhantes...

«Vou reabilitar o trabalho», Sarkozy

"Vou reabilitar o trabalho"
Discurso de posse de Nicolas Sarkozy, como Presidente da França

Derrotamos a frivolidade e a hipocrisia dos intelectuais progressistas. O pensamento único é daquele que sabe tudo e que condena a política enquanto a mesma é praticada. Não vamos permitir a mercantilização de um mundo onde não há lugar para a cultura: desde 1968 não se podia falar da moral. Haviam-nos imposto o relativismo. A ideia de que tudo é igual, o verdadeiro e o falso, o belo e o feio, que o aluno vale tanto como o mestre, que não se podia dar notas para não traumatizar o mau estudante.

Fizeram-nos crer que a vítima conta menos que o delinquente. Que a autoridade estava morta, que as boas maneiras haviam terminado. Que não havia nada sagrado, nada admirável. Era o slogan de maio de 68 nas paredes de Sorbone: 'Viver sem obrigações e gozar sem trabalhar'.
Quiseram terminar com a escola de excelência e do civismo. Assassinaram os escrúpulos e a ética. Uma esquerda hipócrita que permitia indemnizações milionárias aos grandes executivos e o triunfo do predador sobre o empreendedor.

Esta esquerda está na política, nos meios de comunicação, na economia. Ela tomou o gosto do poder. A crise da cultura do trabalho é uma crise moral. Vou reabilitar o trabalho.

Deixaram sem poder as forças da ordem e criaram uma frase: 'abriu-se uma fossa entre a polícia e a juventude'. Os vândalos são bons e a polícia é má. Como se a sociedade fosse sempre culpada e o delinquente, inocente. Defendem os serviços públicos, mas jamais usam o transporte colectivo. Amam tanto a escola pública, mas seus filhos estudam em colégios privados. Dizem adorar a periferia e jamais vivem nela.

Assinam petições quando se expulsa um invasor de moradia, mas não aceitam que o mesmo se instale em sua casa. Essa esquerda que desde maio de 1968 renunciou o mérito e o esforço, que atiça o ódio contra a família, contra a sociedade e contra a República.
Isto não pode ser perpetuado num país como a França e por isso estou aqui. Não podemos inventar impostos para estimular aquele que cobra do Estado sem trabalhar.
Quero criar uma cidadania de deveres. Primeiro os deveres, logo após os direitos."

NOTA:
O texto acima é do discurso de posse do presidente francês Nicolas Sarkozy, dando um recado aos que se acostumaram a viver como proxenetas de um discurso esquerdista e que sempre alimentou aqueles que não sabem pensar por conta própria.
Até parece que Sarkozy falou para os nossos intelectuais e para a esquerda tupiniquim. O intelectual brasileiro esquerdista ama Cuba e fala da maravilha da ilha de Dr. Castro, mas o apartamento para férias está em Paris. Cuba só em audiovisual.
Discurso que não precisa de rótulo de direita ou outra coisa: É um discurso sensato, coerente, realista, ousado e patriótico, olhando para um melhor futuro dos seus concidadãos.

Recebido por e-mail oriundo do Brasil

ALERTA: O texto do discurso constante deste post contém inexactidões que foram apontadas por comentadores. Utilizando um link para o site da embaixada francesa no Brasil, foi obtida a versão que merece confiança. Para não tirar sentido aos comentários recebidos, deixou-se ficar a primeira versão, e a correcta foi colocada no espaço de comentário.

Transcrição do post de igual título do Do Miradouro de 10 de Setembro de 2007, por sugestão do amigo Luís

VER PARA CRER!!!

video

ÁFRICA - UM LIVRO QUE VALE A PENA LER!


"Capitalitesst Nigger" é um controverso livro, publicado originalmente em Setembro de 2000, que se destaca como uma explosiva e chocante acusação contra a raça negra. De seu nome completo "Capitalist Nigger: The Road to Success" [Preto Capitalista: A Via do Sucesso] declara que a raça negra é uma raça consumista e não uma raça produtiva.
O seu autor, o jornalista nigeriano Chika Onyeani, afirma: "Somos uma raça conquistada e é absolutamente estúpido pensarmos que somos independentes. A raça negra depende de outras comunidades para a sua cultura, a sua língua, a sua comida e o seu vestuário. Apesar dos enormes recursos naturais, os negros são escravos económicos porque lhes falta o instinto aguçado e a perspicácia corajosa da raça branca e a organizada mentalidade económica dos asiáticos".
Preto Capitalista
Chika Onyeani, que é o editor do African Sun Times, o único semanário africano publicado nos EUA, usa sem receio a palavra "nigger" no título do seu livro - algo que, na América, quebra um tabu. Ele diz: "O que é mais importante não é o que me chamam mas sim a forma como respondo". Para Chika Onyeani, "nós, negros, somos escravos económicos. Somos propriedade total de pessoas de origem europeia. Estou farto de ouvir negros a responsabilizar outras raças pela sua falta de progresso neste mundo; estou cansado das lamúrias e da mentalidade de vítima, das constantes alegações de racismo a torto e a direito. Isso não nos leva a parte alguma".
"Capitalist Nigger" reserva as suas críticas mais duras aos líderes africanos que, de acordo com Chika Onyeani, permitem que europeus e outros pilhem as riquezas de África sem qualquer retorno. "África tem ganho mais fome, mais doenças e mais ditaduras. Temos hoje, em muitos casos, menos do que tínhamos por altura das independências africanas. Chika Onyeani, diz que "Capitalist Nigger" é um apelo angustiante para que a raça negra desperte, para que se levante e para que se mova.
"Temos de abandonar a mentalidade de vítimas que adoptámos há tanto tempo: a noção de que alguém nos deve algo. Temos de acabar com as lamúrias e deixar de pedir esmolas ao resto do mundo". Para Chika Onyeani, "temos que reconhecer e aprender com os brancos e com os asiáticos o que é necessário fazer para se conseguir sucesso"
Enviado pelo meu amigo Alberto

12/10/2009

“Como somos portugueses, salve-se quem puder!”

Não tenho fotos, nem vídeos mas gostava de partilhar mais uma situação, no mínimo, caricata sobre o funcionamento do País em que vivemos.

Numa altura em que o desemprego atinge recordes históricos entre pessoas com e sem qualificações, em que o nosso governo “promove”, ou diz promover, incentivos à criação do próprio emprego, acontece o inédito.

O meu marido, desempregado de longa duração (leia-se superior a 3 anos), licenciado, decide criar o seu próprio emprego. Um negócio pequeno, que cria apenas 2 postos de trabalho, mas que não deixa de ser um negócio.

Qual não é o seu espanto, quando, na qualidade de desempregado de longa duração, se dirige à Segurança Social para entregar um requerimento para isenção de pagamento de taxa social única durante 3 anos (ao abrigo do disposto nas MEDIDAS EXCEPCIONAIS DE APOIO AO EMPREGO E À CONTRATAÇÃO PARA O ANO DE 2009 - Portaria n.º 130/2009, de 30 de Janeiro e Declaração de Rectificação n.º 13/2009, de 10 de Fevereiro), e é informado que na qualidade de sócio-gerente não tem direito a nada.

Esta situação é, no mínimo, hilariante. Se fossemos chineses teríamos 5 anos de isenção de IRC, se fossemos ciganos teríamos não sei quantos subsídios, se fossemos dos países de Leste teríamos mais não sei quantas benesses, mas como infelizmente somos portugueses, salve-se quem puder!

Não tenho mais comentários sobre este assunto, e não sei se hei-de rir ou chorar…

Anabela Cartaxo, publicado no Jornal de Notícias

11/10/2009

ELEIÇÕES DA TRETA 3


Ainda a propósito deste tema:

VERGONHA

A abstenção de mais de 90% dos eleitores para os deputados representantes dos emigrantes é uma vergonha e só responsabiliza os políticos que fizeram as leis.
Não há mais desculpa. Só eles é que são os culpados

Estes 4 senhores (3 PSD e 1 PS), que aqui se sentarão foram eleitos por 8% dos nossos emigrantes, e, assim, representam quem?
Será que terão lata de alguma vez botar palavra?


Publicado por Manel no Blogue NRP Cacine

O FUNERAL!

video

Não ser hipócrita num acto desta natureza é ser heroica!

09/10/2009

FRATERNIZAR

FRATERNIZAR 175 NA NET E UM POST-SCRIPTUM QUE NÃO DEVEM DEIXAR DE LER

Dou-lhes a minha paz
Abram o endereço:

www.padremariodalixa.pt.vu/
Boa leitura. Alertem outras pessoas para que também leiam. Não se arrependerão.
O meu abraço de irmão.
Mário
P.S.
Aproveito para voltar a lembrar-lhes que, dia 17 deste mês de Outubro, pelas 3 horas da tarde, tem início no BARRACÃO DE CULTURA, aqui em Macieira da Lixa, a sessão de apresentação do meu novo livro, com tudo de “póstumo”, intitulado NOVO LIVRO DO APOCALIPSE OU DA REVELAÇÃO, edição AREIAS VIVAS. O Escritor angolano, LUANDINO VIEIRA, faz a respectiva apresentação. O Actor da Seiva Trupe, JÚLIO CARDOSO, lê para nós versículos à sua escolha do livro. E eu próprio, como autor, pronunciar-me-ei também sobre o livro e interpretarei alguns dos meus CANTOS-POEMA. Depois, enquanto é servido um PORTO-DE-HONRA (DE SORORIDADE /FRATERNIDADE), estarei disponível para autografar os livros de quem gostar de os levar autografados. O livro tem 140 capítulos, qual deles, o mais reveladoramente fecundo e interpelador, num total de 670 páginas. E fecha /abre com um inesperado PRÓLOGO-AO-AMANHÃ-QUE-VEM. O livro (deverá custar 19 euros) mais parece um romance teológico da nossa Sociedade Actual, em forma de diário, que nos leva a descobrir todo o tipo de Máfias que andam escondidas por trás de todo o Institucional. Quem quiser continuar a viver de olhos da mente e da consciência fechados, não deverá ler este livro. Mas depois também não se queixe de que é assim como um cego-surdo-mudo-paralítico-Lázaro-sepultado-há-quatro-dias, dentro da sua própria casa e do seu próprio país. Conto consigo e com as suas amigas, os seus amigos nesta sessão única e irrepetível, que marcará para sempre as nossas vidas!



SER PORTUGUÊS DEVE SER UMA HONRA!


Soy_de_Es...pps

Caríssimo(a)s Amigo(a)s,

Neste email lindíssimo prova-se que a dita "globalização" está a trazer o esquecimento das raízes nacionais também em Espanha, como aliás se sente por todo o mundo, particularmente na Europa!
Por outro lado verifica-se que lá como cá há quem reme contra essa maré pois podemos ser europeus sem precisar de deixarmos de sermos Portugueses!
Era interessante, julgo eu, que aparecessem por cá movimentações deste tipo reflectindo as nossas raízes e dando-nos a importância e o orgulho de sermos Portugueses! É importante que a nossa juventude se identifique com elas para que Portugal cresça e saia deste marasmo em que tem vivido!
Estarei a sonhar e a ser utópico? Julgo que não! Precisamos de vencer esta inércia em que se tem vivido!
Lembra-me a estória da rã que metida numa panela de água fria e depois sujeita a aquecimento em lume muito brando não dá conta que está a ser cozida e acaba por morrer... E isso é o que nos está a acontecer. Não nos deixemos cair nessa "esparrela"!!!!

Um abraço a todo(a)s

08/10/2009

Semana do amigo!

Clique para aumentar a imagem.

ELEIÇÕES DA TRETA! 2


Que raio de País é este onde um candidato a autarca julgado e com uma pena de sete anos de prisão efectiva pode concorrer a eleições e até poder ganhá-las com maioria absoluta!

É o caso de Isaltino de Morais que nas últimas sondagens, a três dias das eleições o dão como poder obter tal desiderato, com 42% de votos, ficando em segundo lugar um candidato só com 24%.

Não se queixem depois de haver CORRUPÇÃO e outras situações do mesmo jaez quando utilizam o seu voto desta forma tresloucada.

A culpa de tudo isto deve-se à má utilização do VOTO, pois o facto da ÉTICA andar arredada da política dá origem a que aconteçam destas aberrações.

HAJA DEUS PARA NOS LIVRAR DESTE MAL!!!!!

AS ELEIÇÕES DA TRETA!

Hoje ao abrir os blogues do Jornal de Noticias vi este que achei delicioso... Tanta verdade em tão poucas palavras! Pergunto também, até quando se mantém esta palhaçada?

A_SAUDE_NAO_E_PARA_TODOS
Dissertações sobre o estado da Saúde em Portugal
terça-feira, 8 de Setembro de 2009 17:45 A_SAUDE_NAO_E_PARA_TODOS

Eleições da Treta!!!

Os debates têm sido cómicos...
E ainda por cima, apenas me dão mais certeza de que estamos condenados a gramar com o Sócrates mais 4 anos...

O PCP - A mesma Cassete...
O PP - A mesma Demagogia...
O BE - O mesmo Radicalismo...
O PSD - Os mesmos tiros nos pés...
O PS - A mesma corja que já lá andou estes últimos anos...

Será que algum dia vamos ver um partido com reais possibilidades de ter deputados eleitos ou mesmo de serem governo, com base em simples cidadãos, que sintam as dificuldades do dia-a-dia, e que não tenham a sua visão turvada por dogmas ou interesses lobbyianos?

Será que o MEP, ou o MMS poderão ser uma luz ao fundo do túnel?

Mas alguém os ouviu nesta campanha? Porquê os mesmos 5 de sempre?

Tags: cidadão, MEP, futuro, MMS, politica

07/10/2009

Depois do BPN, o sector automóvel à mama

Só isenção fiscal iria aumentar as vendas de automóveis
JN. 091007. Fernando Basto

Entrega de carros para abate diminuiu desde Agosto, apesar dos incentivos.
Os novos incentivos ao abate de carros usados, em vigor desde Agosto, não estão a ser suficientes para pôr fim à crise no sector automóvel. A isenção de impostos durante dois anos continua a ser a reivindicação das empresas.

"A ganância de obter dinheiro de imediato por parte do Governo é que está a impedir a recuperação do sector automóvel". É assim que Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), comenta a falta de uma verdadeira inversão na venda de veículos novos. Acredita-se que 2009 feche com uma queda superior a 30% em relação ao ano passado.

Com efeito, para o presidente do ACP, os novos incentivos concedidos ao abate de veículos usados - e que se encontram em vigor desde 8 de Agosto - "não vieram dar o impulso às vendas que o sector automóvel precisa e há muito reivindica".

(Para ler mais faça clique aqui)

NOTA: O que chamam «crise no sector automóvel»? Uma diminuição de vendas de carros novos? Uma diminuição de abate de carros ainda em bom estado? Será que não vêem que esse abate só serve para aumentar o negócio dos grandes grupos de importadores e vendedores?

Acabar com essa dita «crise» não pode ser um objectivo nacional, mas apenas um proteccionismo aos importadores e vendedores de automóveis novos. De tais apoios a esses magnatas resulta prejuízo para o País que aumenta a dívida externa com mais importações, prejuízo para as pessoas que deixam de utilizar o carro enquanto pode funcionar com segurança e rentabilidade, prejuízo para os vendedores de peças e para as oficinas de manutenção e reparação. Quantos mecânicos de pequenas oficinas, por todo o país ficarão sem emprego?

E, quando se fala que a crise alertou para a necessidade de combater o consumismo, avançam em sentido contrário com esta medida que serve para o incentivar.
Será bom que os governantes não se debrucem apenas na defesa dos banqueiros e dos grandes importadores e representantes das marcas de automóveis. O bom povo deve ser ensinado a gerir os seus interesses e resistir aos apelos de vozes exploradoras das suas poupanças e dos dinheiros dos impostos. Os governantes devem conhecer melhor as realidades dos portugueses em geral e não se limitarem a dar ouvidos às sanguessugas capitalistas.

Será que Portugal tem necessidade de mais automóveis? Será que pretendem que haja mais do que um carro por pessoa?

Haja senso. Pense-se no nível de vida da maior parte dos portugueses.

04/10/2009

SERÁ QUE A MINISTRA TINHA RAZÃO ?


O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!

É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de "barriga cheia”.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um “Adesivo”.
Precisa faltar, é um “turista”.
Conversa com os outros professores, está “malhando” nos alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não se sabe impor.
A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as hipóteses do aluno.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala correctamente, ninguém entende.
Fala a “língua” do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é retido, é perseguição.
O aluno é aprovado, deitou “água-benta”.

É! O professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele.

Jô Soares


03/10/2009

O IMPORTANTE DA VIDA!

Um professor, durante a sua aula de filosofia sem dizer uma palavra, pega num frasco de maionese e esvazia-o...tirou a maionese e encheu-o com bolas de golfe.
A seguir perguntou aos alunos se o Frasco estava cheio. Os estudantes responderam sim.
Então o professor pega numa caixa cheia de Caricas e mete-as no frasco de maionese. As Caricas encheram os espaços vazios entre as bolas de golfe.
O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a dizer que sim.
Então...o professor pegou noutra caixa...uma caixa cheia de areia e esvaziou-a para dentro do frasco de maionese. Claro que a areia encheu todos os espaços vazios e uma vez mais o professor voltou a perguntar
se o frasco estava cheio. Nesta ocasião os estudantes responderam em unânime "Sim!".
De seguida o professor acrescentou 2 taças de café ao frasco e claro que o café preencheu todos os espaços vazios entre a areia. Os estudantes nesta ocasião começaram a rir-se...mas repararam que o professor estava sério e disse-lhes:

- 'QUERO QUE SE DÊEM CONTA QUE ESTE FRASCO REPRESENTA A VIDA'.
As bolas de golfe são as coisas Importantes: como a família, os filhos, a saúde, os amigos, tudo o que te apaixona. São coisas, que mesmo que se perdêssemos tudo o resto, as nossas vidas continuariam cheias. As caricas são as outras coisas que importam como: o trabalho, a casa, o carro, etc. A areia é tudo o demais, as pequenas coisas.

- 'Se pomos 1º a areia no frasco, não haveria espaço para as caricas nem para as bolas de golfe. O mesmo acontece com a vida'. Se gastássemos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teríamos lugar para as coisas realmente importantes. Presta atenção às coisas que são cruciais para a tua Felicidade.

Brinca ensinando os teus filhos, Arranja tempo para ires ao medico, Namora e vai com a tua/teu namorado/marido/mulher jantar fora, Pratica o teu desporto ou hobby favorito.

Estabelece as tuas prioridades, o resto é só areia...

Um dos estudantes levantou a mão e perguntou o que representava o café. O professor sorriu e disse:

"...o café é só para vos demonstrar, que não importa o quanto a vossa vida esteja ocupada, sempre haverá espaço para um café com um amigo. "

E eu acrescentaria: O café, é a bebida da cordialidade!

Quando as coisas na vida parecem demasiadas, quando as 24 horas do dia não são suficientes...Lembra-te do frasco de maionese e do café.
Haverá sempre tempo para limpar a casa e reparar as canalizações… Ocupa-te das bolas de golfe 1º, das coisas que realmente importam.

02/10/2009

SEJA ENGENHEIRO ATRAVÉS DAS "NOVAS OPORTUNIDADES"

video

Agora ainda é mais fàcil do que no tempo de Sócrates...

UM POST HISTÓRICO...

Do meu Amigo João recebi este email que não resisto de postar…


O Blog do Leão Pelado publicou em meados de Junho de 2007 um post que constitui uma análise que não perdeu actualidade. O tempo decorrido não o prejudicou, o que é (!!!) uma infelicidade dos portugueses. Faça clique no título seguinte;

O Nazismo Ressuscitado em Portugal