"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

21/01/2010

OUVIRAM BEM!!!











Deve ter escapado no noticiário. Se calhar não era para dizer.
Reencaminhem o mais que puderem.
Ouviram bem?... Ouviram bem?...
Por mês: 30.000 euros (Seis mil contos).
É quanto está a ganhar agora no BCP o Armando Vara sem funções definidas.


E agora outra não menos estranha...

INÊS DE MEDEIROS, SIM, AQUELA QUE É FILHA DO VITORINO DE ALMEIDA,
É AGORA DEPUTADA PELO CIRCULO DE LISBOA DO P.S.
CONTUDO, ELA TEM A RESIDÊNCIA EM PARIS. ASSIM , RECBE DIÁRIAMENTE DA ASS. DA REPÚBLICA 528€ DE AJUDAS DE CUSTO DIÁRIAS, PARA ALEM DA VIAGEM PAGA A PARIS, IDA E VOLTA, AOS FINS-DE-SEMANA


É com estas e outras do mesmo tipo que se "compram " fidelidades aos partidos!!!

8 comentários:

A. João Soares disse...

Amigo Luís,

E é com estas que se aumenta o défice orçamental e a dívida pública e que os leva a aumentar ainda mais os impostos.
Agora está em marcha a operação LIMPAR PORTUGAL, mas o governo se não se importa de limpar as lixeiras clandestinas que poluem o ambiente, não se esquece de nos limpar os bolsos de qualquer moeda que por lá haja.

Está a ser preciso um pesticida potente que acabe com todos os parasitas.

Um abraço
João

Mariazita disse...

Querido Luis
Também recebi este email, só que tinha mais uns "pormenores" que o seu provavelmente também teria, mas que o meu amigo omitiu, e muito bem, em minha opinião...
Parece que não se passa um dia sem que surja um novo escândalo.
Até quando?
Ouve-se muita conversa de que "isto assim não pode continuar", etc. etc., etc....mas não se passa de palavras.
Será que a acção vai chegar algum dia? Começo a sentir-me bastante descrente.
Apesar de tudo, continuarei a aguardar, á claro!!!

Beijinhos
Mariazita

Luis disse...

Bons Amigos,
É verdade que nunca mais acabam estes miseráveis casos! Não há vergonha! E dizem eles que vão diminuir o déficit, claro criando mais desemprego com despedimentos na Função Pública para poderem dar mais "tachos" destes aos Boys!
Que Tristeza!
Saudações solidárias.

Nuno disse...

Passa-lhe pela cabeça que o valor que refere de ajudas de custo possa ser verdadeiro? Se assim fosse todos os deputados arranjariam residência no Japão que assim ganhariam mais ainda, era ordenado de futebolista.Não se pode acreditar em tudo o que se lê na Net.



Estas são as ajudas de custo a que têm direito os deputados. Ate as viagens a deputada Inês de Medeiros não tem direito, e isso sim esta para ser alterado de modo a ela poder ter as viagens pagas pela assembleia, mas também não é nada que os deputados da madeira e açores não tenham já direito, uma viagem para paris não fica mais caro que para as ilhas.

Se me pergunta se concordo? Acho simplesmente vergonhoso… mas para todos não só para a Inês de Medeiros



A. DURANTE O FUNCIONAMENTO DO PLENÁRIO E/OU COMISSÕES


Deputados que residam fora dos concelhos de Lisboa, Oeiras, Cascais, Loures, Sintra, Vila Franca de Xira, Almada, Seixal, Barreiro, Amadora e Odivelas
– 69,19 €/dia, a título de ajuda de custo em cada dia de presença em trabalhos parlamentares.

Deputados que residam nos concelhos de Lisboa, Oeiras, Cascais, Loures, Sintra, Vila Franca de Xira, Almada, Seixal, Barreiro, Amadora e Odivelas
– 23,05 €/dia, a título de ajuda de custo em cada dia de presença em trabalhos parlamentares.

Deputados residentes em círculo diferente daquele por que foram eleitos para deslocação ao círculo eleitoral
- 69,19 €/dia, até dois dias por semana, nas deslocações que, para o exercício das suas funções, efectuem ao círculo por onde foram eleitos, durante o funcionamento efectivo da Assembleia da República.

Deputados residentes no seu círculo eleitoral e dentro dos concelhos de Cascais, Barreiro, Vila Franca de Xira, Sintra, Loures, Oeiras, Seixal, Amadora, Almada e Lisboa
- 0,40 €/km, em cada dia de presença em trabalhos parlamentares.

Deputados residentes no seu círculo eleitoral mas fora dos concelhos de Cascais, Barreiro, Vila Franca de Xira, Sintra, Loures, Oeiras, Seixal, Amadora, Almada e Lisboa
- 0,40 €/km - uma viagem semanal de ida e volta entre a residência e a Assembleia da República, condicionada à presença em trabalho parlamentar na respectiva semana.

Deputados residentes fora do seu círculo eleitoral mas dentro dos concelhos de Cascais, Barreiro, Vila Franca de Xira, Sintra, Loures, Oeiras, Seixal, Amadora, Almada e Lisboa
- 0,40 €/km, em cada dia de presença em trabalhos parlamentares.

Deputados residentes fora do seu círculo eleitoral e fora dos concelhos de Cascais, Barreiro, Vila Franca de Xira, Sintra, Loures, Oeiras, Seixal, Amadora, Almada e Lisboa
- 0,40 €/km - uma viagem semanal de ida e volta entre a residência e a Assembleia da República, condicionada à presença em trabalho parlamentar na respectiva semana, acrescido de duas viagens mensais de ida e volta entre a capital do distrito do círculo eleitoral de origem e a residência.

Deputados residentes nas Regiões Autónomas
- o montante de uma viagem de avião de ida e volta na classe mais elevada por semana, entre o aeroporto da residência e Lisboa, acrescido da importância da deslocação entre aquele aeroporto e a residência.

Deputados eleitos pelos círculos da emigração da Europa residentes no respectivo círculo eleitoral
– uma viagem de avião de ida e volta na classe mais elevada por semana, entre o aeroporto da cidade de residência e Lisboa, acrescida da importância da deslocação entre aquele aeroporto e a residência.

Deputados eleitos pelos círculos da emigração de fora da Europa residentes no respectivo círculo eleitoral
- duas viagens mensais de ida e volta, em avião, na classe mais elevada entre o aeroporto da cidade de residência e Lisboa, acrescidas da importância da deslocação entre aquele aeroporto e a residência.


Esta tudo na pagina do parlamento

http://www.parlamento.pt/DeputadoGP/Paginas/EstatutoRemuneratorioDeputados.aspx#tres

Luis disse...

Olá Nuno,
Acredito que tudo quanto escreveu esteja assim previsto como disse, mas também sabe que por vezes há subterfúgios que alteram por completo o que está determinado!
Vou procurar averiguar em pormenor e se for caso disso reformular este post, pois a verdade acima de tudo!
Obrigado pelo alerta!
Cumprimentos.

Luis disse...

Caro Nuno,
Conforme disse procurei documentar-me sobre este assunto e depois voltar à conversa. Assim venho dizer-lhe que por analogia com os nossos deputados europeus procederam para com ela da mesma forma, subvertendo o que está previsto e indicado por si! Eis o tal subterfúgio que falava! Pelos vistos há "filhos e enteados"!
Cumprimentos.

Nuno disse...

Transcrevo resposta da assembleia a email que circula na net.





Exmo. Senhor,



Relativamente ao e-mail de V. Exa., cumpre-me informar o seguinte:



1 – O e-mail que refere circular na Internet, que transcreve e que agradecemos ter-nos dado conhecimento, não relata factos verdadeiros;

2 – As despesas de deslocação relativamente a este caso concreto, estão em apreciação;

3 – De qualquer forma, a legislação em vigor não prevê qualquer ajuda de custo no valor de 528€ diários. Nos termos conjugados da Lei nº 4/85 de 9 de Abril e da Portaria nº 1553-D/2008 de 31 de Dezembro, o montante máximo de ajudas de custo, por dia é de 69,19€.

4 – Este valor é atribuído a todos os Deputados que não residam em Lisboa ou na “grande Lisboa” por cada dia de presença em reuniões plenárias ou de comissões.

5 – Para os Deputados que residam em Lisboa ou na “grande Lisboa” aquele valor é de 23,05€.



Com os melhores cumprimentos



Victor Pires da Silva









Victor Pires da Silva

Assembleia da República

Centro de Informação ao Cidadão e Relações Públicas

Palácio de S. Bento

1249-068 Lisboa

tel.: +351 21 391 92 54 (ext. 11254)

fax: +351 21 391 74 58

e-mail: victor.silva@ar.parlamento.pt

Luis disse...

Caro Nuno,
Obrigado pelos seus esclarecimentos.
Pelos vistos os valores são substancialmente inferiores aos apresentados na Net, no entanto parece-me não haver razões especiais para que hajam deputados fora das áreas da sua morada. Isso só serve para ganharem mais uns "cobres"... e infelizmente é o que acontece com a maioria deles,
para além de sermos um dos países com mais deputados por habitante e por Km2, ganhando, tendo mordomias e reformas "ditas pornográficas"!!! Espero que reconsiderem e não avancem com o que está a ser preparado ou em apreciação!
Melhores cumprimentos