"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

31/01/2010

Onde está o seu filho? Deve estar online há mais de dez horas

Nos Estados Unidos, o jovem típico passa quase todos os instantes em que está acordado, salvo quando está na escola, a usar um smart phone, um computador, um televisor ou outro dispositivo electrónico. É o que revela um novo estudo da Kaiser Family Foundation. Os dos 8 aos 18 anos passam mais de sete horas e meia por dia de volta desses dispositivos... isso não leva em conta a hora e meia que os jovens passam a enviar mensagens de texto nem a meia hora que passam a falar por telemóvel. E como muitos deles são virtuosos da multitarefa (por exemplo, navegar na internet e ouvir música), concentram nessas sete horas e meia quase 11 horas de conteúdo multimédia.
"Acho que os meus dias seriam uma chatice sem isso", diz Francisco Sepúlveda, de 15 anos, aluno do oitavo ano no Bronx, que usa o smart phone para navegar na Web, ver vídeos, ouvir música... e enviar ou receber cerca de 500 mensagens de texto diariamente...
... o estudo constatou que a intensa utilização dos média está associada a vários aspectos negativos, como problemas comportamentais e notas baixas... 47% dos mais intensos utilizadores de média (consomem pelo menos 16 horas por dia) tinham, na maioria, notas sofríveis ou más, comparados com 23% dos que consomem três ou menos horas. Os maiores utilizadores de média tinham mais probabilidades do que os seus congéneres moderados de se declararem aborrecidos ou tristes, de se meterem em sarilhos, de não se darem bem com os pais e de não serem felizes na escola... O relatório baseia-se num estudo junto de mais de 2 000 alunos do 3.º ao 12.º ano e foi realizado de Outubro de 2008 a Maio de 2009. Em média, os jovens passam cerca de duas horas ligados a um dispositivo móvel, revelou o estudo... Passam quase outra hora completa com conteúdos "velhos" como televisão ou música... Os jovens passam agora mais tempo a ouvir ou ver conteúdos, ou a jogar nos seus telemóveis do que propriamente a falar. "Uso-o como despertador, porque tem um toque irritante que não pára até ser desligado", diz Francisco Sepúlveda do seu smart phone. "À noite, posso enviar mensagens de texto ou ver qualquer coisa no YouTube até adormecer. Permite-me falar ao telefone e ver um vídeo ao mesmo tempo, ou ouvir música enquanto envio mensagens."
A mãe (diz): "Acho que ele o usa 2% para trabalhos de casa e 98% para o resto", diz ela. "Ao princípio, tirava-lho às 22h e dizia-lhe que não o podia usar mais. Agora, ele sabe que, se não respeitar, posso cortar-lhe o acesso ao serviço durante uma ou duas semanas. Já aconteceu."
O estudo Kaiser descobriu que mais de sete em cada 10 jovens tem um televisor no quarto e que cerca de um terço tem lá também um computador com acesso à internet. "Os pais nunca sabem tanto como pensam sobre o que os filhos andam a fazer", diz Roberts, "mas agora criámos um mundo em que eles estão muito mais afastados de nós e os pais não fazem ideia do que os filhos estão a ouvir e a ver nem sobre o que falam".
O estudo constatou que os jovens usam menos media em lares onde há regras como televisão desligada durante as refeições e nada de televisores nos quartos, ou com limites de tempo.
Victoria Rideout, vice-presidente da Kaiser e principal autora do estudo, diz que, embora se tenha tornado mais difícil aos pais controlarem os filhos, a sua actuação pode continuar a ter efeitos. "Não acho que os pais devam sentir-se incapacitados", diz ela. "Podem continuar a estabelecer regras e isso ainda marca a diferença."
Em Kensington (Maryland), Kim Calinan deixava o seu filho Trey, ainda bebé, ver vídeos da "Baby Einstein" enquanto tomava duche e fazia o jantar, e depressa o passou para "Dora the Explorer". "Aos 4 anos já tinha imensos DVD de matemática e ciência, nos quais navegava sozinho e aprendeu a ler e a fazer contas muito cedo. Por isso, se tivéssemos esta conversa nessa altura, eu teria dito que são óptimos auxiliares educativos", diz ela.
Mas agora que Trey tem nove anos e é maluco por jogos de vídeo, Calinan pensa de outra maneira. Em 2009, apercebeu-se de que os jogos de vídeo estavam a ser substituídos por outros interesses e a restringir-lhe a interacção social. Depois de perceber que Trey não se queria inscrever em nenhuma actividade extra-escolar para não prejudicar o tempo dedicado aos jogos, Calinan limitou-lhe o tempo à frente do ecrã a hora e meia por dia, e só aos fins-de-semana. Por isso, na quarta-feira passada, Trey chegou da escola e leu um livro, "Secret Hiding Places", mas disse que ansiava pelo fim-de-semana para jogar o seu jogo preferido, "Pokemon Mystery Dungeon: Explorers of Sky".
Muitos peritos consideram que a utilização dos media está a mudar as atitudes dos jovens. "Mudaram os pressupostos dos jovens sobre a maneira de obterem respostas a perguntas", diz Roberts. "As pessoas podem pôr um problema, quer ele seja 'Onde há um bom bar?' ou 'Será que estou grávida?' e as informações chovem de todos os tipos de fontes." Os maiores utilizadores de média, revelou o estudo, são crianças pequenas e jovens adolescentes entre os 11 e 14 anos, de raça negra ou hispânica. E o Twitter ainda não existia.

SERÁ QUE ISTO SÓ ACONTECE NO BRASIL?

30/01/2010

O PROCESSO chamado 'Face Oculta'

O PROCESSO chamado 'Face Oculta' tem as suas raízes longínquas num fenómeno que podemos designar por 'deslumbramento'.
Muitos dos envolvidos no caso, a começar por Armando Vara, são pessoas nascidas na Província que vieram para Lisboa, ascenderam a cargos políticos de relevo e se deslumbraram.
Deslumbraram-se, para começar, com o poder em si próprio. Com o facto de mandarem, com os cargos que podiam distribuir pelos amigos, com a subserviência de muitos subordinados, com as mordomias, com os carros pretos de luxo, com os chauffeurs, com os salões, com os novos conhecimentos.
Deslumbraram-se, depois, com a cidade. Com a dimensão da cidade, com o luxo da cidade, com as luzes da cidade, com os divertimentos da cidade, com as mulheres da cidade.

ORA, para homens que até aí tinham vivido sempre na Província, que até aí tinham uma existência obscura, limitada, ligados às estruturas partidárias locais, este salto simultâneo para o poder político e para a cidade representou um cocktail explosivo.
As suas vidas mudaram por completo.
Para eles, tudo era novo - tudo era deslumbrante.
Era verdadeiramente um conto de fadas - só que aqui o príncipe encantado não era um jovem vestido de cetim mas o poder e aquilo que ele proporcionava.
Não é difícil perceber que quem viveu esse sonho se tenha deixado perturbar.

CURIOSAMENTE, várias pessoas ligadas a este processo 'Face Oculta' (e também ao 'caso Freeport') entraram na política pela mão de António Guterres, integrando os seus Governos.
Armando Vara começou por ser secretário de Estado da Administração Interna, José Sócrates foi secretário de Estado do Ambiente, José Penedos foi secretário de Estado da Defesa e da Energia, Rui Gonçalves foi secretário de Estado do Ambiente.
Todos eles tiveram um percurso idêntico.
E alguns, como, Vara e Sócrates pareciam irmãos siameses: Naturais de Trás-os-Montes,
vieram para o poder em Lisboa, inscreveram-se na universidade, licenciaram-se, frequentaram mestrados.
Sentindo-se talvez estranhos na capital, procuraram o reconhecimento da instituição universitária como uma forma de afirmação pessoal e de legitimação do estatuto.

A QUESTÃO que agora se põe é a seguinte: por que razão estas pessoas apareceram todas na política ao mais alto nível pela mão de António Guterres?
A explicação pode estar na mudança de agulha que Guterres levou a cabo no Partido Socialista.
Guterres queria um PS menos ideológico, um PS mais pragmático, mais terra-a-terra.
Ora estes homens tinham essas qualidades: eram despachados, pragmáticos, activos, desenrascados.
E isso proporcionou-lhes uma ascensão constante nos meandros do poder.
Só que, a par dessas inegáveis qualidades, tinham também defeitos. Alguns eram atrevidos em excesso. E esse atrevimento foi potenciado pelo tal deslumbramento da cidade e pela ascensão meteórica.

QUANDO o PS perdeu o poder, estes homens ficaram momentaneamente desocupados. Mas, quando o recuperaram, quiseram ocupá-lo a sério.
Montaram uma rede para tomar o Estado.
José Sócrates
ficou no topo, como primeiro-ministro, Armando Vara tornou-se o homem forte do banco do Estado - a CGD -, com ligação directa ao primeiro-ministro, José Penedos tornou-se presidente da Rede Eléctrica Nacional, etc.
Ou seja, alguns secretários de Estado do tempo de Guterres, aqueles homens vindos da Província e deslumbrados com Lisboa, eram agora senhores do país.
MAS, para isso ser efectivo, perceberam que havia uma questão decisiva: o controlo da comunicação social.
Obstinaram-se, assim, nessa cruzada.
A RTP não constituía preocupação, pois sendo dependente do Governo nunca se portaria muito mal.
Os privados acabaram por ser as primeiras vítimas.
O Diário Económico
, que estava fora de controlo e era consumido pelas elites, mudou de mãos e foi domesticado.
O SOL foi objecto de chantagem e de uma tentativa de estrangulamento através do BCP (liderado em boa parte por Armando Vara).
A TVI, depois de uma tentativa falhada de compra por parte da PT, foi objecto de uma 'OPA', que determinou a saída de José Eduardo Moniz e o afastamento dos ecrãs de Manuela Moura Guedes.
O director do Público foi atacado em público por Sócrates - e, apesar da tão propalada independência do patrão Belmiro de Azevedo, acabou por ser substituído.
A Controlinvest, de Joaquim Oliveira (que detém o JN, o DN, o 24 Horas, a TSF) está financeiramente dependente do BCP, que por sua vez depende do Governo.

SUCEDE que, na sua ascensão política, social e económica, no seu deslumbramento, algumas destas pessoas de quem temos vindo a falar foram deixando rabos de palha. É quase inevitável que assim aconteça.
O caso da Universidade Independente, o Freeport, agora o 'Face Oculta', são exemplos disso - e exemplos importantes da rede de interesses que foi sendo montada para preservar o poder, obter financiamentos partidários e promover a ascensão social e o enriquecimento de alguns dos seus membros.

É isso que agora a Justiça está a tentar desmontar: Essa rede de interesses criada por esse grupo em que se incluem vários "boys" de Guterres. Consegui-lo-á? Não deixa de ser triste, entretanto, ver como está a acabar esta história para alguns senhores que um dia se deslumbraram com a grande cidade.

Esta é a forma mais eloquente de definir um parolo provinciano com tiques de malandro... "mas sempre de mão estendida" pior que os arrumadores que uma vez na vida se revelam minimamente úteis independentemente do ar miserável como se apresentam e se comportam quando não se lhes dá a famigerada moedinha .

José António Saraiva

29/01/2010

"O QUE OS OUTROS PENSAM DE SI NÃO É DA SUA CONTA"

Regina Brett tem 55 anos. É jornalista, muito boa, já que foi finalista, em 2008/9, no Prémio Pulitzer. A sua coluna é publicada à segunda-feira e domingo, no Plain Dealer, em Cleveland (Ohio).
Para celebrar o envelhecer, escreveu: As 45 Lições que a Vida me Ensinou. É a coluna com maior sucesso entre todas as que já publicou.
1. A vida não é justa, mas ainda é boa. 2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo passo pequeno. 3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém. 4. O seu trabalho não vai cuidar de si quando adoecer. Os seus amigos e os seus pais vão. Mantenha o contacto. 5. Pague o cartão de crédito todos os meses. 6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar. 7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho. 8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta. 9. Poupe para a reforma, começando no seu primeiro salário. 10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão. 11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente. 12. Está tudo bem se os seus filhos o virem chorar. 13. Não compare a sua vida com a dos outros. Não tem ideia do que se passa na deles. 14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, não deveria estar nele. 15 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca. 16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente. 17. Desfaça-se de tudo que não é útil, bonito e bom. 18. O que não o mata, realmente torna-o mais forte. 19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de si e de mais ninguém. 20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta. 21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial. 22. Prepare-se bastante; depois, deixe-se levar pela maré... 23. Seja excêntrica agora, não espere ficar velha para usar o roxo. 24. O órgão sexual mais importante é o cérebro. 25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você. 26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar? 27. Escolha sempre a vida. 28. Perdoe tudo a todos. 29. O que outras pessoas pensam de si não é da sua conta. 30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo. 31. Independentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar. 32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva... 33. Acredite em milagres. 34. Deus ama-a por causa de quem Ele é, não pelo que você fez ou deixou de fazer. 35. Não faça auditoria da sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora. 36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem. 37. Os seus filhos só têm uma infância. 38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou. 39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares. 40. Se todos jogássemos os nossos problemas numa pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos nos nossos de volta. 41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa. 42. O melhor está por vir. 43. Não importa como se sinta, levante-se, vista-se e apareça. 44. Produza. 45. A vida não vem embrulhada num laço, mas ainda é um presente.

Post do Blogue "Brumas de Sintra", da Amiga Maria Elvira Bento


Isaltino Morais estreia Programa de Culinária

28/01/2010

AFINAL A JUSTIÇA FUNCIONA... MAS É NOS EUA!

video

Tal como no Brasil os políticos em Portugal teem imunidade!

Essa é a principal razão para que haja CORRUPÇÃO!!!

Brincando com a Lua...



















POBRES DOS NOSSOS RICOS...

A maior desgraça de uma nação pobre é que em vez de produzir riqueza, produz ricos. Mas ricos sem riqueza.Na realidade, melhor seria chamá-los não de ricos mas de endinheirados.Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego.Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. ou que pensa que tem.Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele. A verdade é esta: são demasiados pobres os nossos "ricos". Aquilo que têm, não detêm. Pior: aquilo que exibem como seu, é propriedade de outros. É produto de roubo e de negociatas.

Não podem, porém, estes nossos endinheirados usufruir em tranquilidade de tudo quanto roubaram. Vivem na obsessão de poderem ser ROUBADOS.Necessitavam de forças policiais à altura.Mas forças policiais à altura acabariam por lança-los a eles próprios na CADEIA.

Necessitavam de uma ordem social em que houvesse poucas razões para a CRIMINALIDADE.Mas se eles enriqueceram foi graças a essa mesma desordem (...)


Mia Couto, escritor contemporâneo, nascido nas ex-colónias.


É sobre as fortunas ilícitas que hoje discorre... Hoje, como ontem, mas agora ainda mais escandaloso!


E saberemos nós para onde caminha a Humanidade?


O século XXl inaugurado com a expectativa de vir a ser o século da espiritualidade, da solidariedade e de uma mais justa repartição da riqueza, tem se revelado precisamente aquele em que a ambição desmedida do homem está atingindo graus supremos que ameaçam o desmoronar de todos os progressos alcançados ao fim de longas e arrastadas lutas e vitórias em prol de melhores condições de vida para os povos.


Maria Jardim, no seu Blogue http://mossamedes-do-antigamente.blogspot.com/

27/01/2010

Lição de Vida


Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todosos dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca, não arrisca vestir uma cor nova e não fala com quem não conhece.Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o escuro ao invés do claro e os pontos nos is a um remoinho de emoções, exactamente a que resgata o brilho nos olhos, o sorriso nos lábios e o coração aos tropeços. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto, para ir atrás de um sonho. (...)Morre lentamente quem não viaja, não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante (...)

PABLO NERUDA

Selinho oferta "pelos caminhos da vida"

26/01/2010

Selinho oferecido por Jackeline

Aos 22 anos, Joss Stone diz que prefere namorar quarentões

A cantora Joss Stone, 22, disse em entrevista à revista britânica "You" que prefere namorar homens mais velhos porque eles tendem a fazê-la mais feliz a rapazes jovens."Já saí com meninos novos e namorei quarentões e acho que eles me fazem sentir melhor", disse a cantora. "No momento estou solteira, porque acho que não é justo entrar numa relação quando você nunca fica em um mesmo lugar por mais de algumas semanas. Tenho saído com algumas pessoas, mas nada sério. E isso terá de esperar."Na entrevista, a cantora ainda falou sobre o dinheiro que perdeu ao deixar sua gravadora. "É apenas dinheiro", afirmou. "Já estou nesse negócio o tempo suficiente para saber o que é importante e o que não é. A indústria da música mudou muito. É tudo relacionado a produtos e negócios.""Eu estava conversando com Roger Daltrey [vocalista do Who] outro dia e ele disse que sentia pena da minha geração de músicos. Ele disse, 'Quando eu tinha a sua idade, tudo o que fazíamos era subir no palco e cantar; agora todos vocês precisam ir a reuniões. Isso não é música'."Comentando a declaração do músico, Joss disse que concorda que hoje em dia tudo gire em torno do dinheiro. "É verdade, é tudo voltado ao dinheiro. Eu não ligo para o dinheiro. Desde que eu tenha o suficiente para viver, estou feliz", afirmou.

Editado no Blogue “grey noise” pelo Amigo Cláudio

Mais uma ajuda a África!

No meio artistico existe muita solidariedade! Aqui está um exemplo, onde se juntaram, em simultaneo, artistas de 156 Nações para ajudar os Povos de África aí a erradicar o HIV!

25/01/2010

MATURIDADE!


O valioso tempo dos maduros

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui
para a frente do que já vivi até agora.Tenho muito mais passado do que futuro.Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltampoucas, rói o caroço.Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram,cobiçando seus lugares, talentos e sorte.Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutirassuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesarda idade cronológica, são imaturos.Detesto fazer acareação de desafectos que brigaram pelo majestoso cargode secretário-geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência,minha alma tem pressa...Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana,muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta comtriunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,O essencial faz a vida valer a pena.E para mim, basta o essencial!


Mário de Andrade

24/01/2010

Facto acontecido!


ARROGÂNCIA

O diálogo abaixo é verídico, e foi travado em Outubro de 1995 entre um navio da Marinha Norte Americana e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland.

Os americanos começaram com a seguinte comunicação:
- Favor alterar seu rumo 15 graus para norte para evitar colisão com nossa embarcação.
Os canadenses responderam de pronto:
- Recomendo mudar o SEU rumo 15 graus para sul.
O americano ficou mordido:
- Aqui é o capitão de um navio da Marinha Americana. Repito, mude o SEU rumo.
Mas o canadense insistiu:
- Não. Mude o SEU rumo actual...
O negócio começou a ficar feio. O capitão americano, interrompendo berrou ao microfone:
- ESTE É O PORTA-AVIÕES USS LINCOLN, O SEGUNDO MAIOR NAVIO DA FROTA AMERICANA NO ATLÂNTICO. ESTAMOS ACOMPANHADOS DE TRÊS DESTROYERS, TRÊS FRAGATAS E NUMEROSOS NAVIOS DE SUPORTE. EU EXIJO QUE VOCÊS MUDEM SEU RUMO 15 GRAUS PARA NORTE, OU ENTÃO TOMAREMOS CONTRAMEDIDAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA DO NAVIO...
E o canadense respondeu:
- Aqui é um farol, câmbio!

Às vezes a nossa arrogância nos faz cegos... quantas vezes criticamos a acção dos outros, quantas vezes exigimos mudanças de comportamento nas pessoas que vivem perto de nós quando na verdade nós é que deveríamos mudar o nosso rumo...

OK, COM CERTEZA ESTE SENTIMENTO/PROCEDIMENTO MUITAS VEZES TOMA CONTA DA NOSSA PESSOA... NÃO SE ENVERGONHE, PEQUENAS FALHAS FAZEM PARTE DE NOSSA EXISTÊNCIA, MAS... SOMENTE OS "GRANDES" CONSEGUEM RECONHECE-LAS!

Enviado por e-mail pela Amiga Circelle

23/01/2010

ARY DOS SANTOS, O POETA!


José Carlos Ary dos Santos (Dezembro de 1937/ Janeiro de 1984). Pausa na noite para recordar um poeta português que não passou distraído pelas ruas da vida. Cada segundo inspirava o inspirador que oscilou (sempre) entre o terreno firme do chão que pisava ou o ar lúdico em que esvoaçava -espaços livres e sublimes onde era rei e senhor. Agigantou-se sempre que despertava. Deixou-nos um espólio poético precioso (só canções foram 600).

http://www.youtube.com/watch?v=w3WYsdHhC-8

Não chores porque acabou, sorri porque aconteceu· (Gabriel García Márquez)

Editado no Blogue “Brumas de Sintra”, pela Amiga Maria Elvira Bento

AINDA SOBRE A EDUCAÇÃO!

video

Como se pode ver este assunto é transversal no mundo inteiro!

São as políticas do Ensino e são as desatenções dos Pais aliadas às demissões de muitos professores!

Desta forma está-se a criar uma juventude Rebelde, Agressiva e sem Valores!

É por estes motivos que depois há massacres nas escolas e isto é por todo o lado - Américas, Europa e Ásia!

Quando é que se olha este problema com a devida atenção?

22/01/2010

Esta carta também poderia ser para os jovens quadros Portugueses!


Carta para um jovem quadro africano


Meu Caro Amigo,

Foi há quase doze horas que nos despedimos com um forte abraço. O abraço que liga o antigo aluno ao velho professor. (...)
(...)O mundo ocidental — a Europa e os EUA — estão a exportar — o conceito de democracia, a sua democracia, para todos os recantos da Terra como se fosse possível igualar o que não é igual. (...)
(...) o conceito de Pátria é agregador, quer dizer, une os cidadãos à volta de uma ideia concretizada numa História comum, num desejo, também comum, de futuro, num território e no anseio de segurança e bem-estar para todos. Ora, pensando nos Estados africanos ao sul do deserto do Sara verificamos que herdaram a desunião como fruto do traçado das fronteiras coloniais. Raramente a um Estado corresponde uma única Nação. Temos, por conseguinte, Estados desagregados sobre os quais não se consegue construir um Estado democrático na perspectiva e nos padrões ocidentais.(...)
(...) pressinto a pergunta: - Estamos condenados a um modelo político diferente do democrático? Respondo-lhe que, em certa medida, estão e, noutra, não estão.(...)
(...) O discurso político das jovens elites africanas terá de ser não o do estafado modelo democrático ocidental, mas o da agregação, isto é, o do patriotismo.(...) (...)Um patriotismo que aponte para a Democracia; a Democracia de escolha daqueles que governam melhor em nome da Pátria — uma democracia não desagregadora, mas unificadora; uma democracia que junte os melhores para defender os reais interesses do Estado, cumprindo a finalidade suprema da sua existência: a segurança e o bem-estar dos povos e que, ao mesmo tempo, preserve o valor da Liberdade. A liberdade de oportunidades, a liberdade de realização, a liberdade de opinião.(...) (...)os novos Estados africanos terão uma (trilogia) que se fundamentará na Pátria, na Democracia e na Liberdade. Ao escolher a Pátria como valor supremo os Estados africanos — os da África Negra — estarão a optar pela identificação de tudo o que os une dentro das suas fronteiras, repudiando elementos de desagregadores (...) (...)Como lhe disse, ontem à tarde, um projecto desta natureza destina-se a ser abraçado por elites e quadros jovens, politicamente descomprometidos dos velhos partidos supostamente democráticos e, acima de tudo, jovens que rejeitem a corrupção como moeda de troca para realizarem os seus sonhos patrióticos (...) (...) com o domínio da instrução pública (...) (...) assegura-se a construção do futuro, formando cidadãos identificados com os valores supremos da Pátria, da Democracia e da Liberdade (...) (...) explica-se, no presente, a importância de optar por um valor que une, que identifica, que está equidistante da mesquinha luta de interesses menores e de projectos pessoais. (...) (...) em resumo, dir-lhe-ei que a Democracia é a prática do patriotismo; ela não pode existir sem que o agregado nacional tenha passado pelo estádio superior de identificação da Pátria. Estude a História das mais democráticas sociedades ocidentais e verificará a verdade das minhas palavras; foi o sentido de Pátria que uniu os Americanos na luta pela independência e, depois deles, todos os Estados do continente americano. Não foi essa a via seguida em África. Há que arrepiar caminho e corrigir o processo. Construir uma Pátria é pôr de pé um sonho lindo.
Até mais ver. Um abraço.
Coronel Luís Alves de Fraga http://www.aloportugal.org/

Nota:

Esta carta, como é dito no titulo deste post, poderia ser dirigida igualmente aos jovens quadros Portugueses e porquê? Porque na realidade a "partidocracia " aqui instituida desagregou o País e torna-se necessário reconstruir a Pátria Portuguesa e é nesse sentido que o discurso das elites jovens Portuguesas deverá, também, ter em conta um modelo de agregação ligado a patriotismo. "Um patriotismo que aponte para a Democracia; a Democracia de escolha daqueles que governam melhor em nome da Pátria — uma democracia não desagregadora, mas unificadora; uma democracia que junte os melhores para defender os reais interesses do Estado, cumprindo a finalidade suprema da sua existência: a segurança e o bem-estar dos povos e que, ao mesmo tempo, preserve o valor da Liberdade. A liberdade de oportunidades, a liberdade de realização, a liberdade de opinião." Por outro lado, há que considerar que "um projecto desta natureza destina-se a ser abraçado por elites e quadros jovens, politicamente descomprometidos dos velhos partidos supostamente democráticos e, acima de tudo, jovens que rejeitem a corrupção como moeda de troca para realizarem os seus sonhos patrióticos."

O "Sonho comanda a Vida" e, assim , reconstruir uma Pátria será um Sonho lindo!



Ainda os casamentos Gay e os abortos....


Raciocínio Simplex

1. Deixem que todos os homens que queiram casar com homens, o façam...

2. Deixem que todas as mulheres que queiram casar com mulheres, o façam...

3. Deixem que todos os que queiram abortar, abortem sem limitações...

4. Em duas /três gerações, deixarão de existir socialistas, bloquistas e outros que tais!...

21/01/2010

A EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA! (2)


A todos os que têm filhos jovens ou pensam em vir a ser pais, queiram ser“Pais Maus”! Não se deixem enredar em modernices ou virão a ter filhos maus.

Recebido por e-mail de uma Mãe “à maneira”

“Pais Maus” pelo Psiquiatra Dr. Carlos Hecktheuer

Este texto foi entregue pelo Professor de Ética e Cidadania, Sr. Roberto Candelori, na sua escola, com a condição que os seus alunos ficassem ao lado dos Pais até que terminassem a sua leitura.

Este texto foi publicado, no Brasil, por ocasião da morte estúpida de duas meninas de 16 anos, depois de 13 dias após o seu desaparecimento. As suas mães desconheciam quem eram os proprietários da casa para onde as suas filhas foram “curtir” esse fim-de-semana. O crime permanece sem resposta!

Um dia quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais, eu hei-de dizer-lhes:
- Eu amei-vos o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão.
- Eu amei-vos o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
- Eu amei-vos o suficiente para vos fazer pagar os rebuçados que tiraram do Supermercado ou as revistas do jornaleiro, e vos fazer dizer ao dono: “ Nós tirámos isto ontem e queríamos pagar”.
- Eu amei-vos o suficiente para ter ficado de pé, junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam e arrumavam o vosso quarto, tarefa que teria feito em 15 minutos.
- Eu amei-vos o suficiente para vos deixar assumir as responsabilidades das vossas acções, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
- Mais do que tudo, eu amei-vos o suficiente para vos dizer Não, quando sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até odiaram).

Estas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente venci… Porque no final vocês venceram também! E qualquer dia quando os meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os Pais, poderem responder:

- “Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o melhor para sermos “Pais Maus”, como eles foram.”
- Eu acho que este é um dos males do Mundo de hoje: "Não há “Pais Maus” suficientes.”

OUVIRAM BEM!!!











Deve ter escapado no noticiário. Se calhar não era para dizer.
Reencaminhem o mais que puderem.
Ouviram bem?... Ouviram bem?...
Por mês: 30.000 euros (Seis mil contos).
É quanto está a ganhar agora no BCP o Armando Vara sem funções definidas.


E agora outra não menos estranha...

INÊS DE MEDEIROS, SIM, AQUELA QUE É FILHA DO VITORINO DE ALMEIDA,
É AGORA DEPUTADA PELO CIRCULO DE LISBOA DO P.S.
CONTUDO, ELA TEM A RESIDÊNCIA EM PARIS. ASSIM , RECBE DIÁRIAMENTE DA ASS. DA REPÚBLICA 528€ DE AJUDAS DE CUSTO DIÁRIAS, PARA ALEM DA VIAGEM PAGA A PARIS, IDA E VOLTA, AOS FINS-DE-SEMANA


É com estas e outras do mesmo tipo que se "compram " fidelidades aos partidos!!!

LIMPEZA NAS PRAIAS!

http://www.youtube.com/profile?user=norcsii#p/u/0/pkPNa4DBFHI

Se os animais fazem isto porquê os Humanos não o fazem?
A resposta é que estes animais foram treinados para isso e aos humanos não lhes têm dado essa educação!

Caros Colegas, leitores e todos os que estão de qualquer forma envolvidos na Campanha Vamos Limpar Portugal.

Peço aos colegas dos outros Blogs e a todos os que já estão em acção que interajam connosco, no sentido de irmos divulgando, ajudando a melhorar e a acelerar todo o processo, uma vez que o dia está à porta.

Para quem ainda não sabe do que se passa, aconselho-os a ir ao site limparportugal, às suas juntas de freguesia, se informem e se inscrevam o mais rapidamente possível.

Como criadora e coordenadora conjunta do Grupo de Vila Nova de Cerveira, posso adiantar-vos que no meu Conselho muito se tem feito, mas que ainda há muito por fazer.
Assim, passo a esclarecer-vos em que ponto estamos e os passos que fomos dando.
O Grupo foi criado por mim própria, e teve inicialmente só um grupo de amigos, dos quais destaco quase todos os meus colegas aqui desta casa maravilhosa. Eles continuam na minha página como amigos e vão contribuindo, especialmente o querido amigo João Soares, com os seus textos que eu vou colocando no Grupo.
Ao grupo de cada concelho só podem pertencer as pessoas do concelho, ou as pessoas de fora do mesmo, mas que nos garantam que efectivamente no dia 20 estarão em Cerveira. Podemos aceitar pessoas de outros concelhos e até de voluntários estrangeiros.
Há um grupo, ainda não quantificado da nossa vizinha Galiza que quer vir colaborar. Ainda nada há de concreto, mas é com grande entusiasmo e orgulho que podemos quase afirmar que teremos um grupo de amigos Galegos.

Como já aqui salientei noutro texto prévio, foram os nossos Escuteiros (a nossa Juventude) liderada por Chefes maravilhosos, que deram o primeiro passo e convocaram a primeira reunião.
Após as duas primeiras reuniões, onde foram nomeados os Coordenadores de Grupo, o Coordenador para a Divulgação e Sensibilização, o Dinamizador Pedagógico (cargos que têm vindo todos na prática a ser assegurados pelas mesmas pessoas, ou seja o Prof. Egas e eu própria), isto por uma questão de maior disponibilidade. Foi ainda nomeado um Responsável pelo GPS para a detecção e sobretudo sinalização correcta das lixeiras. Está nesse grupo o meu marido, José Ferreira, com muito trabalho já apresentado.

Seguidamente (um dia após) conseguimos uma reunião com o Sr Presidente da Câmara Municipal que agendou uma reunião para a mesma semana com todos os Presidentes de Juntas de freguesia (15, dos quais estiveram presentes 13), ainda os Representantes dos Conselhos Pedagógicos das Escolas Públicas e Privadas, a Rádio e Imprensa Local, bem como muitas Entidades que nos podem fornecer toda a ajuda na parte Logística e não só.

Esse foi o ponto de partida. Daí em diante tem sido um não parar. O números de inscritos está na casa dos cinquenta, o que é muito pouco, mas temos os dois grupos de escuteiros que são cerca de 120 jovens.
Diariamente o número cresce, e ainda não sabemos o número de pessoas inscritas nas Juntas (as que não têm domínio em informática ou simplesmente nem computador têm), terão forçosamente que passar por aí e depois serão inscritas no Grupo para a contabilidade final.

No campo da Divulgação e Sensibilização, o Prof. Egas e eu, acabamos ontem as quatro Sessões no Colégio de Campos. Começamos com os alunos do 7ºano e acabamos nos do 12ºano.
Ficamos muito felizes com a reacção dos alunos, que mais uma vez, com muito orgulho saliento, pela sua consciência ecológica e vontade de ajudar a tornar o Mundo num sítio melhor, onde se possa viver. Esta acção foi muito gratificante e temos a certeza que resultará em temos de agora e no futuro.
Devo aqui mencionar que o dito Colégio estava imaculadamente limpo . Aqui respira-se educação sem tensão. Admirável!

Entretanto, ainda durante este espaço de tempo, demos (o Egas e eu) uma entrevista na Rádio Local, e temos assegurada a facilidade de usar este meio de comunicação sempre que acharmos necessário.
Foi ainda entregue na Rádio Cultural de Cerveira e Alto Minho um Spot sobre a Campanha que está já a passar com regularidade.
Só mais uma referência importante, os padres das freguesias vão ser contactados para que sejam veículos de divulgação da acção.

Mandei hoje mesmo um artigo para os Jornais locais e conto com a publicação o mais rápido possível.
Uma das equipes foi destacada para contactar empresas que nos possam fornecer sacos plásticos, luvas, pás, etc. Contudo temos assegurada já por parte de algumas Juntas de Freguesia a aquisição de algum material necessário até à verba de 100€.
Como é sabido não podemos aceitar dinheiro de ninguém, mas tão somente bens. Assim basta fazer uma lista do que precisamos e quem nos quer dar dinheiro fará o favor de nos fazer as compras do que for absolutamente necessário.

A Logística está a cargo da Câmara Municipal, todo o lixo será removido por grupos específicos, para que seja devidamente reciclado o que for possível e o resto segue para o aterro sanitário.
Nesse dia, excepcionalmente, todos os meios de transportes que não sejam os da Câmara, podem transportar o lixo sem guias desde que identificados com o dístico Limpar Portugal.

Falta ainda salientar um detalhe importantíssimo, a detecção das lixeiras e monstros (colchões, frigoríficos, etc.) que já começou, vai ter dois dias de acção em grupo que cobrirá todas as freguesias. Dias 23/01 e 30/01. Basicamente este trabalho vai ser feito pelos Escuteiros liderados pelos respectivos Chefes de bicicleta e o José integrará o grupo para melhor sinalizar com o GPS as mesmas.
Detectar, sinalizar, dimensionar e identificar o tipo de lixo é elementar.
Curiosamente, à medida que começaram a ser localizadas algumas lixeiras e a serem assinaladas, uma delas já foi removida, o que é óptimo sinal.

Peço desculpa pela extensão do texto, se chegaram até ao fim, já merecem um grande beijo da vossa amiga,

Fernanda Ferreira (Ná)

Publicada por Fernanda em SEMPRE JOVENS

20/01/2010

Homenagem à Drª Zilda Arns 2


Viveu como santa, morreu como mártir. Fundadora da Pastoral da Criança, a médica Zilda Arns dedicou a existência a minorar o sofrimento dos despossuídos e a evitar o desperdício da vida. Até o último minuto
A ÚLTIMA PREGAÇÃO
Escombros da Igreja Sacré Coeur de Tugeau, no Haiti, em cuja casa paroquial Zilda Arns proferiu uma palestra antes de morrer.
Nascer mulher em Forquilhinha, Santa Catarina, nas primeiras décadas do século passado significava ser, no futuro, professora ou religiosa. Zilda Arns, 13ª filha de uma família descendente de alemães, contrariou esse destino por amor. Aos 21 anos de idade, apaixonou-se pelo futuro marido, o então marceneiro Aloysio Neumann, que, chamado para um conserto na casa dos Arns, encantou-se com a jovem que viu na sala tocando piano. Foi também em nome de outra forma de amor, aquele mais sublime que se devota ao próximo, que Zilda enfrentou a resistência paterna e insistiu em estudar medicina, num tempo em que ser doutor era coisa de homem.(...)
(...) Desde que alterou o curso do próprio destino, Zilda Arns não parou mais de mudar o dos outros, a começar por aqueles que a miséria e a ignorância haviam fadado a ter curta duração. Nos anos 80, por sugestão de dom Paulo, a pediatra e sanitarista aceitou formular um projeto para disseminar o uso do recém-criado soro caseiro, aproveitando a imensa influência da Igreja Católica entre os pobres, e com isso combater o flagelo da mortalidade infantil. Assim nasceu a Pastoral da Criança, um projeto tão singelo na sua concepção quanto na execução.(...)
(...) Essa e outras medidas igualmente simples ajudariam a evitar que seus filhos morressem de diarreia, desidratação, contaminação e outros males fáceis de vencer com quase nada de dinheiro e um pouco de informação. O local escolhido para iniciar o trabalho foi a pequena Florestópolis, no Paraná. Lá, a mortalidade infantil era tão alta que, no único cemitério existente, o número de cruzes de tamanho pequeno, que sinalizavam os túmulos de crianças, superava em muito o de cruzes grandes. Depois do trabalho da Pastoral, a taxa de mortalidade baixou de 127 óbitos em cada 1 000 crianças nascidas vivas para 28. A partir daí, o programa foi sendo exponencialmente replicado até alcançar 72% do território nacional, além de vinte países na América Latina, África e Ásia.
Ao longo dos 25 anos em que esteve à frente da Pastoral da Criança, Zilda Arns visitou os cantos mais remotos do Brasil.(...)
(...) Três meses atrás, ela esteve no Timor Leste, um dos países em que a Pastoral fincou suas bases e onde auxilia cerca de 6 000 crianças.
DESPEDIDA DA MISSIONÁRIA
O velório de Zilda Arns em Curitiba (no centro, o arcebispo de Salvador, dom Geraldo Majella): seu trabalho mudou o destino de milhões de crianças
Na noite do último domingo, Zilda Arns interrompeu as férias de família para começar mais um pinga-pinga por aeroportos. De Curitiba, onde morava, fez escala em São Paulo e, da capital paulista, seguiu para Miami, nos Estados Unidos, onde pegou outro avião que a levou até o Haiti. Chegou a Porto Príncipe ao meio-dia da segunda-feira. No dia seguinte, ela faria uma palestra sobre o trabalho da Pastoral para um grupo de religiosos haitianos, num edifício de três andares em frente à igreja Sacré Coeur de Tugeau. Foi ao fim dessa palestra que se deu o terremoto.(...)
(...)Faltavam quinze minutos para as 5 horas quando a médica terminou sua palestra. A plateia deixou a sala, mas alguns padres se aproximaram de Zilda para fazer-lhe perguntas.(...)
(...) Os três andares do prédio transformaram-se em um amontoado de pedras e vigas de metal. Zilda Arns morreu na hora, atingida na cabeça por uma viga do teto que desabou. Outros quinze religiosos que estavam na sala morreram também.
O corpo da médica chegou na sexta-feira a Curitiba, onde foi transportado em carro aberto – e aplaudido por pedestres que paravam à sua passagem. Zilda Arns tinha 75 anos, um terço dos quais consagrados aos despossuídos e à tarefa de celebrar o caráter sagrado da vida – o que ela fez em cada uma das infinitas vezes em que ajudou a evitar seu desperdício. Com gestos miúdos, persistência de formiga e fé colossal, construiu uma epopeia silenciosa que mudou a face do Brasil e o destino de milhões de pessoas. Sua vida teve a grandeza da de uma santa – e à sua obra pode-se dar o nome de milagre.
Recebido por e-mail do Amigo Fernando Rezende




Provérbio Árabe



A simplicidade é um tesouro infinito. Se não podes ter o que queres, contenta-te com o que tens.

19/01/2010

Vejam como o Governo perdeu por completo a Vergonha!


Saiu hoje no DN, uma notícia que revela bem como este Governo, considerando que pode fazer o que quer sem prestar contas a ninguém, perdeu o que ainda lhe restava de vergonha!
Na primeira parte do artigo que se transcreve, imaginem que está a preparar o caminho para a sua clientela de “Boys and Girls” entrar no funcionalismo público e das autarquias para directores de serviço e chefes de divisão, vindo das empresas privadas e tendo o vencimento dessas mesmas empresas!

"Chefias intermédias vão poder auferir salários do privado. Actuais dirigentes mantêm progressão automática(...)"
Agora é que vai ser “Fartar Vilanagem”!
Nunca mais nenhum funcionário de carreira será promovido a postos de chefia!
Cargo vai servir para a clientela dos partidos!
E o critério para escolha dos contemplados é de ir às lágrimas de tanto ridículo!
Vai ser o do superior interesse nacional!
Pois! Pois!
Até quando o ZÉ vai continuar a assistir sem puxar pelo pau de marmeleiro a estes abusos destes sem vergonha?
Enviado por e-mail pelo Amigo José Morais Silva

HOJE COMO ONTEM!


Ao rever meu arquivo de correspondência, encontrei este e-mail para um recém-reencontrado companheiro de velhas guerras.
Um ano após, quando os nossos políticos (estou já disposto a distribuir por todos vós a parte deles que me cabe) preparam o OE2010, tive a desplante ideia de partilhar convosco meu ainda inalterado ponto de vista.
É verdade que corro o risco que uma parte de vós fique com ganas de me estrafegar. Que importa, se hoje não acordei para amores?

Meu caro Manoel d'...,

Em 31/12/1981, meus ricos trinta e cinco aninhos, com vaga já assegurada para tenente-coronel após decisão do Supremo Tribunal em acção interposta contra a organização militar, enviei minha bela farda para arquivo e mandei-me para a emigração. Porquê? Porque a náusea causada pela descoberta da existência de um corporativismo profissional auto-proteccionista foi bem mais forte e porque esse corporativismo me revelou às claras a entropia que condenava o sistema à auto-degradação. É o que aí está!

Passados os anos em vivência com mundos diferentes acabei por descobrir a razão do nosso atavismo lusitano face a povos com quem gostaríamos de nos equiparar: Aquele corporativismo afectava afinal todas as organizações profissionais da praça lusa. Juízes, advogados, professores, médicos, apanhadores de lixo, comerciantes, ... todos, desde que estabelecidos sobre o pedestal dos direitos adquiridos, exigem o estatuto da competência profissional e da estabilidade ocupacional. Sem mais discussão.

Em todas as nossas organizações classificadas de "Serviço Público" (FA's incluídas), seria de supor que os gestores da actividade, impulsionados pelos profissionais do ramo, induzissem os decisores políticos à aplicação de processos de desenvolvimento dinâmico optimizados às necessidades dos tempos, balizados por restrições impostas pelas limitações económicas da base social de suporte. É lirismo? Não, se imperasse o sentido de responsabilidade ético-profissional.

Vejamos o que se passa com a "bola da vez", a classe dos professores:
- Após 1974, no conjunto do "grupo dos 30 ricos" (OCDE), as dotações orçamentais portuguesas aplicadas na Educação (como na Saúde e Justiça) têm-se situado no mais alto patamar da despesa "per capita", contabilizada pelo critério de "paridade de poder de compra"; apesar disso, Portugal nunca conseguiu sair da cauda desses países em praticamente todos os indicadores de eficiência educacional (como nos indicadores aplicados nas áreas da Saúde e da Justiça).

"A culpa é dos políticos!!!", gritam professores, juízes, médicos, o raio!, quando dados disponíveis indicam que Portugal é o País do "Grupo dos 30", com o mais baixo índice de formação e actualização profissional e menor aptidão à actualização técnico-profissional.

Reformas? Avaliação de desempenho? Era o que faltava!!!
É o contribuinte que paga as remunerações destes profissionais? Mas quéqué isso de contribuinte???!!!

Abraço do filho de Sô Gonçalbes


Enviado por e-mail pelo Amigo José Maria Gonçalves


18/01/2010

PORTUGAL PRECISA DE TODOS OS PORTUGUESES


Apesar dos inconvenientes de retirar umas frases de um texto completo, arrisco este extracto do artigo de João César das Neves,«Portugal desanimado», mas deixo o link para os interessados poderem facilmente ler todo o artigo que bem merece ser lido e meditado.

(…) O nosso sarcasmo e desilusão é simples mediocridade. Queixamo-nos dos políticos que são patéticos. É bom não imitarmos a sua indignidade.

Porque o problema de Portugal não se revolve nas leis e no Parlamento. A dificuldade não está no Orçamento e portarias. A solução não passa pelos programas ministeriais e debates partidários. É através da acção diária de 10 milhões de pessoas, cada uma a tentar melhorar a vida, que o País avança. Não fazendo coisas espantosas, mas simplesmente tratando da vida. Os trabalhadores trabalhando e os desempregados procurando emprego; os empresários criando negócios e os consumidores comprando produtos; os funcionários cumprindo o seu dever e as famílias crescendo. Todos enfrentando os obstáculos que os políticos criam. A vida não se resolve na política; resolve-se na vida. Se os políticos não estragarem, já não é mau.

O nosso único erro foi acreditar quando os dirigentes disseram que iam resolver tudo. Os nossos responsáveis são maus e não cumprem. (…)

Precisa de trabalhar em vez de se endividar; de empreender em vez de reivindicar; de poupar e investir em vez de esperar do Governo. O único real obstáculo é o desânimo. (…)


Publicado no Blogue "Do Miradouro" pelo meu Amigo João

HAITI - CAMPANHA DE EMERGÊNCIA DA AMI


AMI está neste momento a desenvolver a Campanha de Emergência Haiti.Pedimos a colaboração de todos, para que façam circular esta mensagem pelomaior número de pessoas possível.Obrigada!*Fundação AMI – Assistência Médica Internacional*Rua José do Patrocínio, 49 1959-003 Lisboa Tel. 218 362 100 Fax 218362 199E-Mail:*fundacao.ami@ami.org.pt* <fundacao-ami@mail.telepac.pt> Internet:*www.ami.org.pt* <http://www.ami.org.pt/> Blog:*http://ami.blogs.sapo.pt*<http://ami.blogs.sapo.pt/>*Cartão Saúde AMI-**Cuide dos seus sem descuidar dos outros. Saiba mais em**www.ami.org.pt* <http://www.ami.org.pt/>*o**u ligue* *808 201 382*

Enviado por e-mail pelo Amigo João

O SILÊNCIO DA ALMA


Respira em cada flor,
voa com cada pássaro,
encontra beleza e sabedoria em tudo
já que a sabedoria está em todos os lugares onde se forma a beleza
e a beleza se forma em todas as partes,
não há que procurá-la porque ela vive em ti.

Neale Donald Walsh, autor "Conversas com Deus"

Cerimónia muçulmana em Viena, o avanço do islamismo é aterrador!

video

HORROR! Tem de se fazer alguma coisa: por mais que respeite tradições, esta vergonha tem de ser travada...
Este email que nos foi enviado, vai ser também remetido a todos os nossos contactos, mais de 200 em Portugal e Estrangeiro, a fim de acordar os políticos de caca que governam esta Europa.
Na verdade, tal como no tempo de Hitler um dos exemplos mais característicos era o do marechal Petain, que governava como se tudo estivesse bem, quando na verdade não estava, pois Hitler reforçava-se dia a dia e quando Petain acordou era tarde demais e o remédio foi ir ao beija-mão de Hitler, aceitando a situação humilhante de domínio em toda a Europa, por parte dos nazis.
É de facto o que virá a acontecer a esta Europa, se estes governantes continuarem a destruir os símbolos cristãos, como tem vindo a acontecer, e a autorizar a construção de mesquitas e rituais islâmicos.
Por isso é preciso acordar, e já, antes que seja tarde.
Eles não sabem nem sonham que para aqueles fanáticos não haverá esquerda nem direita, todos serão inimigos:
Como alguém fazia crer no tempo de Tarik " as vossas mulheres e filhas encherão os nossos haréns e vós sereis nossos escravos, trabalhando sem cessar para nós"
Vejam o vídeo e repassem a todos os vossos contactos, pois será isto que nos espera se estes políticos nada fizerem, por isso eu digo: "De um novo Churchill precisa-se com urgência, para nos salvar deste flagelo que se aproxima rapidamente "
Cerimónia Muslim que já chegou com força ao coração da Europa, Áustria. Imagine-se daqui a poucas décadas, quando o Islamismo for a religião dominante no Mundo Ocidental.

Recebido por e-mail do Amigo Serra Pinto

16/01/2010

"A Grande Farsa do Aquecimento Global"



Documentário produzido pelo canal 4 da TV inglesa que fala sobre a grande mentira criada sobre um aquecimento global causado pelo homem que hoje se tornou quase uma verdade absoluta, incontestada pelos meios de comunicação e governos por esse mundo fora. Uma farsa elaborada para travar o desenvolvimento do terceiro mundo e impor altos impostos sobre o carbono, todos os derivados de petróleo ou qualquer outro material divulgado como a principal causa deste "aquecimento global". Entrevistados neste filme, vários cientistas, historiadores e especialistas nesta área da ciência, negam haver qualquer relação entre o CO2 produzido pelo Homem com o aparente aquecimento global, mas o contrário, aparentemente o CO2 é resultado de tal aquecimento e não o seu causador. As pesquisas e dados são revelados e a verdade vem à tona:
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 1/8
http://www.youtube.com/watch?v=NvSJQQuOtxg&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 2/8
http://www.youtube.com/watch?v=ozvYxtwDNN0&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 3/8
http://www.youtube.com/watch?v=SfGIHMav7Y4&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 4/8
http://www.youtube.com/watch?v=h8gfILUdLuw&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 5/8
http://www.youtube.com/watch?v=IxfMMCR9MOI&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 6/8
http://www.youtube.com/watch?v=9VPD7l5fGb8&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 7/8
http://www.youtube.com/watch?v=FxBUeKknItY&feature=related
A GRANDE FARSA DO AQUECIMENTO GLOBAL 8/8
http://www.youtube.com/watch?v=TTeYXSQ8FAE&feature=related
Nos tempos que correm, os poderosos são capazes de tudo para aumentarem os seus benefícios (lucros). O que é bom e agradável é para eles. Os sacrifícios são para os outros.
Dá que pensar!
Enviado por e-mail pelo meu Amigo João

Militares vítimas do sistema


Do Jornal de Notícias, de 16 de Janeiro de 2010:

EUA 160 suicídios no exército em 2009, um recorde

As relações internacionais e muitas questões internas apenas são resolvidas com o emprego dos militares, o que desde há muito vem sendo um vício crescente dos detentores do poder. Estes homens são forçados a sujeitar-se a grandes perigos, incomparavelmente mais graves do que por exemplo os futebolistas e, em proporção, são pagos com um mísero pré. Mas batiam-se por dedicação à Pátria pelo seu dever de dar a vida por ela, conforme juraram.Mas agora ninguém cumpre juramentos, a começar pelos políticos, e as molas da vida das sociedades são reduzidas ao dinheiro e, além da exigência desse cumprimento por parte dos militares, muitas das missões que lhes são dadas nada têm aparentemente a ver com os interesses nacionais, com a defesa da Pátria, mas apenas com interesses de grandes multinacionais, como as ligadas ao petróleo, por caprichos entre governantes, vaidades, ostentação de força, etc«Qualquer guerra é uma tragédia evitável» e, se todas terminam à mesa na assinatura de um tratado de paz, pergunta-se porque não fazem as negociações logo que surgem os primeiros atritos e evitam o conflito. Os governantes dos principais países, os geradores de guerras deviam convencer-se de que a «Guerra é a pior forma de resolver conflitos». Havendo tal bom senso, estariam as «Forças Armadas em vias de extinção» e reinaria na humanidade, paz e harmonia, sem medos e com confiança e cooperação entre todos, em busca de bem-estar e felicidade generalizada.Da guerra resultam muitas mortes de inocentes e destruição de recursos, de haveres, incluindo património cultural, histórico, arqueológico (como no Iraque). Apenas haverá resultados positivos para as empresas fornecedoras de material bélico e equipamentos operacionais e logísticos e, só lateralmente, para a evolução das tecnologias.Estas reflexões sobre os «Os imponderáveis da Paz e a guerra» e a busca aos arquivos deste blogue devem-se à notícia que se transcreve que ilustra bem aquilo que está a ser gerado nos militares sujeitos a perigos de vida de que não compreendem as razões e do cerceamento de liberdades numa época em que esse direito é tão enaltecido. É trágico.

Editado pelo meu Amigo João, no Blogue "Do Miradouro"

NOTA:

Opinião muito oportuna pois actualmente a quase totalidade das Forças Armadas dos diversos Países com tropas em Operações Militares só estão defendendo interesses, por vezes até inconfessáveis, e que nada têm a ver com a defesa dos mesmos.

Essas Operações, derivadas exclusivamente pela política de Globalização, são efectuadas fora dos seus próprios Países em áreas geo-estratégicas ligadas aos Lobbies dos Petróleos e dos Fabricantes de Armamento!

No artigo de opinião que se transcreve sente-se que os Governos usam e abusam das suas Forças Armadas,desconsiderando-as permanentemente - "tiram-lhes o sumo e depois deitam fora as cascas"!

Em Portugal então isso é notório pois não tem havido qualquer respeito e consideração para os seus Militares!

A NAU PORTUGAL!

Moral da História:

A Nau Portugal até era bem concebida mas com maus timoneiros acabou por tombar e quase afundar-se! Só depois de muitos trabalhos por quem era competente ela foi recuperada!

Até parece que estamos revivendo esses momentos mas agora com o próprio País... Precisamos de quem seja competetente para o devolver à sua plenitude!

15/01/2010

O ESTATISMO SOBREVIVE ATRAVÉS DO ROUBO!

"Um sistema estatista -- seja comunista, fascista, nazista ou 'bem-estar social' -- é baseado no poder ilimitado de seus governantes, ou seja, no uso da força bruta. As diferenças entre sistemas estatistas existem apenas em termos de duração e alcance; o princípio é o mesmo.

Sob o estatismo, o governo não é policial, mas um criminoso legalizado que possui o poder do uso da força bruta em qualquer situação desejada contra vítimas desarmadas e indefesas."

"Se o termo 'estatismo' significa concentração de poder pelo estado às custas da liberdade individual, então o Nazismo na política foi uma forma de estatismo."

"O estatismo é um sistema de violência institucionalizada e de guerra civil perpétua. Não resta ao homem alternativa senão a luta pelo poder -- roubar ou ser roubado, matar ou ser morto. Quando a força bruta é o único critério de conduta social, e a rendição à destruição é a única alternativa, até mesmo o último dos homens, até mesmo um animal irá lutar. Não pode haver paz em uma nação escravizada."

"Estatismo -- em fato e princípio -- é nada mais que um sistema de gangs. Uma ditadura é um gang, preocupado em exaurir os esforços do cidadão que produz. Quando um governante estatista esgota a própria economia, ele ataca seus vizinhos. Um país que viola os direitos de seus próprios cidadãos, não reconhecerá os direitos de seus vizinhos. Aqueles que não reconhecem direitos individuais, não reconhecerão os direitos de nações: uma nação é apenas um número de indivíduos.

O estatismo necessita da guerra; um país livre, não. O estatismo sobrevive através do roubo; um país livre sobrevive através de sua produção."

Ayn Rand (n. Алиса Зиновьевна Розенбаум, Alisa Zinov'yevna Rosenbaum) nasceu em São Petersburgo em 1905. Com a vitória dos bolcheviques na Revolução de 1917, a família de Rand teve seus bens confiscados e se auto-exilou na Criméia. Em 1925 obteve permissão para visitar parentes nos EUA, mas jamais retornou ao solo soviético. Nos EUA Ayn Rand trabalhou como escritora e roteirista de Hollywood. Mas seu trabalho mais marcante foi no desenvolvimento de um pensamento filosófico conhecido como Objetivismo, que rejeita os totalitarismos e reforça a crença nas liberdades individuais, no Liberalismo e no Estado de Direito.

Mais informações sobre a biografia e obras de Ayn Rand,
http://aynrandlexicon.com

Postado por Claudio no Blogue”grey noise”