"Vós que lá do vosso império, prometeis um mundo novo...CUIDADO, que pode o povo, querer um mundo novo a SÉRIO!" In: António Aleixo

14/03/2010

Pedido de informação - A VERGONHA QUE É ESTA NAÇÃO!!!]‏

ATITUDE PERTINENTE E CUJA RESPOSTA TEM INTERESSE INSOFISMÁVEL PARA TODO E QUALQUER CIDADÃO/CONTRIBUINTE, SEJA ELE MILITAR OU CIVIL.
A SER VERDADE SERÁ MAIS UM ESCÂNDALO CRIMINOSO DESTA SEITA SEM PROBIDADE:
VC


Caros camaradas
Porque o COR Matos Guerra me deu autorização para proceder à respectiva
divulgação, junto mail enviado por ele ao Ministro da Presidência.
Um abraço do
Tasso


"Se serviste a Pátria e ela te foi ingrata, tu fizeste o que devias, ela o que costuma."
Padre António Vieira


*Assunto:* Pedido de informação.

**Exmo Senhor**

**Por que isto do "diz-se" e "consta" é muito sério, na medida em que
se pode caluniar quem o não merece, e por que o velho aforismo do
"caluniai, caluniai que sempre fica algo" é uma realidade insofismavel,
antes de fazer qualquer juizo de valor, não só por quem executa mas,
muito especialmente, por quem, tendo o poder de tal interditar, o
consente, agradeço me mande esclarecer sobre estes 2 pontos que **
**passo a enumerar:**

**1. É verdade que o sr Rui Soares após ter renunciado ao cargo de
administrador da PT, além de ficar com um lugar de director, tem direito
a uma indemnização de 600.000 € ?**

**2. É verdade que o sr José Penedos tem direito a receber (ou já
recebeu) da REN uma indemnização de 244.000 € ?**

**Peço desculpa pelo tempo tomado e pelos inconvenientes levantados, mas
sabe, isto de um reformado militar que passou vários anos em comissões
em Africa ao serviço do País, com todas as respectivas consequências
nomeadamente no âmbito da saúde, e vê nos seus impostos (IRS) ser
absurdamente diminuída a dedução específica da sua pensão (que não se
encontra indexada ao vencimento do activo, como, sucede , pelo menos em
2 profissões) com respaldo em falacioso argumento de equidade com o
pessoal ao serviço, não se sente rigorosamente nada agradado com
semelhante situação, para não referir, o vómito que lhe causa ,os
prémios e não só ,autorizados em empresas públicas, comparados com o
congelamento de pensões obtidas por anos de trabalho e comprovada
dedicação à causa pública e à Nação.**

**Com os melhores cumprimentos**

**Eduardo Matos Guerra - Coronel de Cavalaria ( reformado )**


NOTA:
Estamos aguardando a resposta a estes oportunos pedidos de esclarecimento.

11 comentários:

JORDAS disse...

Estas notícias são daqueles que me levam a pensar que Portugal é um país adiado, por deixar morrer como indigentes herói que combateram em África, com honra e fazendo o sacrifício que a Pátria lhes exigia. As suas reformas são miseráveis, os apoios, devidos, do Estado nenhuns. Estes marmanjos, indiciados por irregularidades são compensados pelos crimes. Mais uma vez só direitos, nenhum dever.
Como oficial miliciano de cavalaria pergunto: -Até quando vamos aturar tanta injustiça e corrupção?
Que Estado de Direito é este?
A Justiça morreu?
Desculpem mas estou melhor na ilha.
Deixem-me lá, entregue às leis da natureza que as do país parecem brincadeira de criança com diarreia.

A. João Soares disse...

Caro Luís,

É preciso não deixar passar ao lado estes atropelos à moral e à ética.
Também publiquei a carta do Sr coronel Matos Guerra, com um formato diferente, no Do Miradouro, juntando os links de uns posts aplicáveis ao tema. e cito um pensamento do Padre António Vieira:
"Se serviste a Pátria e ela te foi ingrata, tu fizeste o que devias, ela o que costuma."
É preciso mostrar aos governantes arrogantes que estamos atentos aos abusos do Poder.

Um abraço
João

José disse...

Luís,vim agradecer os seus comentários, no meu blog, e no Sempre Jovens, obrigado pelas suas palavras, são muito importantes para mim.
Viste que o senhor é um oficial do exército,vou falar aqui um pouco de mim, eu sou um ex-combatente tive dois anos e alguns dias na Guiné, e durante esse tempo tive quatro vezes o paludismo, e à dois anos um médico disse me, quem teve o paludismo transporta para sempre esse vírus consigo, e transmite à mulher e aos filhos, já procurei a outro médico e disse me que sim, mas que o vírus, ficou inactivo.
Sou ainda um dador de sangue e nas primeiras entrevistas disse ao médico que tinha tido o paludismo
e ele não me disse nada.
Sei que há ex.combatentes que ganham pensões por terem tido o paludismo, eu não ganho um tostão,
ainda por cima tive lá um acidente.
Um jipe com um Major, e um Capitão, com uns três ou quatro litros do WHISKY passaram-me por cima, as duas pernas foram engessadas tiram-me o gesse antes do tempo, para puder regressar, e agora nos últimos anos tenho sentido alguma dificuldade em caminhar, e não consigo provar que
o problema foi lá.
Luís desculpe lá este desabafo, quando falo disto parece que me sinto melhor.

Um grande abraço,
José.

Luis disse...

Caro Amigo José,
Quanto ao Paludismo o virus deve estar inactivo pois foi o que aconteceu também.
Quanto ao acidente que teve tem que haver documentação sobre o assunto pois esteve hospitalizado. Portanto deve fazer requerimento nesse sentido e apresentar testemunhas do facto. Será posteriormente elaborado um auto onde são ouvidas as testemunhas apresentadas e juntos os documentos da Companhia, do Batalhão e do Hospital e depois será dado o despacho conveniente.
Se sabe qual foi a sua unidade mobilizadora deve aí dirigir-se para obtenção dos documentos a juntar ao requerimento.
Ainda bem que desabafou pois já pode ter ganho com isso.
Um grande abraço solidário.

Luis disse...

Caro Jordas,
Compreendo a sua revolta que acompanho pois cada vez mais precisamos de chamar á atenção dos (des)governantes que chegou a hora de dizer basta!
E como se apercebeu estou solidário com o pessoal das ilhas, onde prestei serviço há anos atrás,
Pelo seu espírito lutador e emprendedor.
Um abraço solidário.

Fernanda disse...

Querido amigo Luís,

Não há dúvidas que em Portugal como em todos os países do Mundo, os que serviram a Pátria são depois atirados para a indiferença total.
Todos eles receberam as suas medalhas, veja o caso do nosso amigo José....

Sei que o mesmo se passa em muitos (todos) os países do Mundo, nomeadamente nos EU.

VERGONHA! não HÁ...

Beijinhos

Graça Pereira disse...

Queridos Luis e Ná
E se vocês também limpassem estas lixeiras, talvez mais perniciosas do que as outras?? Este "Vamos limpar Portugal" devia ser extenso e extensivo...estas notícias deixam-me triste, perplexa e revoltada. Também eu tive um marido e irmão a lutarem em zona de guerra no norte de Moçambique... Para quê??
Deixámos muitas coisas perdidas pelo caminho que nunca ninguém entendeu ou não quis entender.
Beijocas para os dois e muito sucesso para o vosso empreendimento.
Graça

José disse...

Caro amigo Luis,
Muito obrigado pelas suas informações, pois sabe como é que é à medida que os anos vão passando, estas coisas vão piorando.
Se não se importar vou levar os seus conselhos comigo, e mais uma vez muito obrigado.

um boa semana

um grande abraço,
José.

Mariazita disse...

Querido amigo Luis
Eu limito-me a aguardar a resposta (mas com fortes reservas quanto à sua efectivação...)

Muito obrigada pelo seu comentário na "Casa", de que gostei imenso.
Mais tarde já os navios atracavam em Nacala, sim, inclusivamente, quando regressamos, três anos depois, já embarcamos lá.
Foram tempos terríveis, algumas vezes, muito difíceis, quase sempre, mas que deixaram muitas saudades.
A solidariedade que lá se vivia (falarei disso num outro episódio) não se encontra em mais nenhum lugar do mundo!

O Luis devia escrever sobre as suas "aventuras". Também as deve ter para contar...

Beijinhos com muita amizade
Mariazita

Luis disse...

Querida Mariazita,
Estou escrevendo as minhas experiências por essas terras tão lindas e por vezes tão maltratadas... Quando estiverem no ponto iniciarei esse ciclo, pode estar certa disso. Obrigado pelo incentivo!
Um beijinho amigo.

Luis disse...

Caro Amigo José,
Nada a agradecer, somos todos uns para os outros como outrora quando combatiamos! Ainda que hoje sejamos incompreendidos entre nós isso felizmente não acontece! Receba um forte e muito amigo abraço e cá estarei sempre para ajudar quem merece e precisa!